Terça, 17 de Outubro 2017: Aqui estão as principais notícias para você começar o dia bem-informado

9 de março de 2014

RELATÓRIO IDENTIFICA 6 GRUPOS POTENCIALMENTE CAPAZES DE ATRAPALHAR OU ATÉ IMPEDIR A REALIZAÇÃO DO MUNDIAL DE FUTEBOL

A12 quilômetros do Palácio do Planalto, em Brasília, policiais de várias partes do país trabalham diariamente em uma sala de controle para a qual vão convergir todas as situações de emergência que vierem a ocorrer ao longo da Copa do Mundo no Brasil. Dezenas de monitores, formando um painel de cobertura nacional, receberão imagens captadas em tempo real nas doze capitais que vão sediar um dos mais importantes eventos esportivos do planeta.

Nessa sala, oficiais da polícia e agentes de inteligência trocarão informações sobre suspeitos de crimes, avaliando potenciais riscos para torcedores, seleções e autoridades. Com base nos dados que receberão das equipes de campo, traçarão as estratégias para solucionar as eventuais crises de manifestações de rua, ameaças de bomba ou confronto de gangues de torcidas uniformizadas.

A segurança da Copa envolverá 100.000 homens, entre policiais, agentes federais e militares das Forças Armadas, e contará com helicópteros, aviões, viaturas e drones. A central de operações montada em Brasília será a ponta da cadeia de comando e vai operar 24 horas por dia em conexão com bases similares em funcionamento em todas as cidades-sede.
(Agência Brasil)
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário