Segunda, 21 de Agosto 2017: Aqui estão as principais notícias para você começar o dia bem-informado

3 de novembro de 2011

DESTAQUE DA ENTREVISTA DO PRÉ-CANDIDATO A VEREADOR AUTERI MOURA, VICE-PRESIDENTE DO PT MUNICIPAL

Dia 24 de outubro, mês passado, o Sr. Auteri Moura(foto ao lado), pré-candidato a vereador nas eleições do próximo ano, concedeu longa entrevista ao amigo Jorge Costa, na qual ele fez um relato pertinente aos fatos e acontecimentos políticos da nossa cidade.

Comedido e equilibrado, o entrevistado respondeu às perguntas visando o foco da razão, principalmente porque  a sucessão do atual prefeito João Pontes vai ser um duelo de titãs, ainda não definido. Baseado nas informações políticas  que surgem e nos chegam a cada momento – diria mesmo, a cada segundo – temos consciência que uma má entrevista proferida em época de pré-campanha eleitoral,  pode ser um desgaste e crucificação dos sonhos de quem aspira a um cargo eletivo no ano de 2012.

Ao interpretar sua entrevista, de postura discreta posto se trate do objetivo de todo homem que tem projeção política, o blog Massapê Indo e Voltando publica alguns trechos de suas colocações que servirá de análise aos aficionados pela política de Massapê, às vezes enigmática,  mas que ao final se entende tudo.
JC - Auteri, esse ano surgiram novos partidos em Massapê; podemos citar: DEM(Mauro Luiz), PDT(Bael), PV(Jardas e Adrian), PRTB(Júnior do Edvar) e o PC do B(Dr. Estevão). São novos seis partidos; você prestou atenção que todos esses partidos são formados por pessoas que antes apoiavam os Albuquerques e que hoje, por conta de divergências com os mesmos, todos deixaram essa base de apoio, declaram-se independentes, inclusive há quem afirme que desses seis partidos poderá surgir uma nova candidatura a prefeito de Massapê. Você acredita que isso possa ocorrer?

Aut
 - Jorge, volto a dizer: Respeito a opinião de todos os companheiros que quiserem segurar essa bandeira de uma terceira via. Todos merecem a nossa credibilidade; são pessoas influentes na política massapeense, mas eu acho que a gente daria um contributo maior a Massapê, nos unindo, deixando os nossos interesses individuais de lado e pensando mais no povo de Massapê. Nós tivemos uma eleição em 2008, onde a maioria não chegou a 1%, onde, o povo mostrou não estar tão contente com essa administração que vem comandando a nossa cidade há quase 16 anos.; e nós estávamos unidos. Não tem sentido nos dispersarmos; quero inclusive convidar a todos esses partidos para sentarmos numa mesa, avaliarmos o que é melhor para Massapê; vamos construir um programa de governo para Massapê; vamos pensar primeiramente em Massapê e aí depois a gente vê como é que fica os nossos interesses individuais dentro do contexto; mas no momento eu defendo a união de todos esses partidos e que eles venham marchar em torno de Massapê.
JC - Auteri, após a decisão de Ataide em não sair mais candidato, tomei conhecimento que o PT reuniu-se, e decidiu que você seria o pré-candidato do partido à Câmara de Massapê. Pois bem, a Betânia participou dessa reunião, já que ela também é do PT?

Aut - Veja bem Jorge: A minha pré-candidatura a vereador, ela não foi tomada por uma decisão conjunta do Partido e sim por um grupo de amigos, o mesmo grupo que trabalhou o nome do vereador Ataíde e conseguiu a sua eleição. Não foi, repito, uma decisão da execuiva do PT. Posso citar alguns bons nomes que estão a nos apoiar: O Moisés, nosso presidente, a Iolanda, atual presidente do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Massapê, a Leomésia, ex-presidente do Sindicato, o próprio Ataíde, o Vagner Rocha; temos um bom time; ese grupo foi como uma locomotiva que levou o Ataíde à Câmara. Quero até pedir desculpas por não ter citado mais nomes; são tantos que se eu four citar, acabarei cometendo injustiça, esquecendo alguns e aí piora a coisa. Qiuero lhe dizer que todos, todos serão importantísimos nessa batalha que enfrentaremos rumo à Câmara. Já a questão da Betânia, ela pertencia a uma outra ala do PT; a uma outra tendência;  e durante a campanha, a Betânia assumiu compromissos com alguns outros nomes, que não o meu, e apoiá-los para uma futura vereança.
Terminada a campanha, o nosso líder maior, Moisés Braz Ricardo, convidou a Betânia para vir para o nosso grupo, a nossa tendência, a qual chamamos de Campo Majoritário; ela veio, só que quando ela veio, ela já trouxe uma relação com alguns nomes que pretendiam ser candidatos a vereador; evidentemente, o  Partido acatou a decisão da Betânia e estamos discutindo esses nomes trazidos por ela. Quero deixar mais uma vez bem claro que, a minha pré-candiatura não foi uma decisão do partido e sim do grupo de amigos que elegeu o Ataíde.

JC - O que levou o vereador Ataíde a abdicar da reeleição?

Aut - Olha Jorge, o Ataíde é um dos grandes nomes do PT; essa decisão foi extremamente particular, pessoal; o Ataíde nos afirmou que gosta mesmo de atuar é na política sindical, deixando um pouco a política partidária de lado. Ele fez uma profunda avaliação, conversou com a família, com os amigos mais próximos e, achou que estava no lugar errado; acredita que na área sindical ele poderá dar um contributo maior ao PT; O Ataíde é um cara de luta, tem história dentro do nosso partido; já participou do MST, PJMT, foi diretor da CUT, é vice-presidente do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Massapê, e, a sua identidade com a área sindical é bem maior, por isso, essa decisão. Um detalhe: O Ataíde não está abandonando a política partidária e sim, está priorizando a política sindical.
Gostaria de ressaltar que o Ataíde está fazendo um mandato belíssimo e por conta disso, o PT de Massapê pode disponibilizar vários nomes à Câmara Municipal.

No crepúsculo de sua entrevista, ele faz mais uma afirmação inteligente: “(...) as energias da gente, do PT, do PMDB, na pessoa do Jacques, da Dona Odete, as nossas energias, têm que fortalecer e unificar a base da Dilma, e a base do Cid aqui em Massapê. É importante que tenhamos na campanha de 2012, a participação do deputado Zezinho Albiuquerque, a participação do governador Cid Gomes, a participação do Antonio José Albuquerque, enfim, a participação de todos os companheiros que compõem a base aliada do governador Cid Gomes e da Presidenta Dilma. O PT vai trabalhar de forma incansável para que isso ocorra”. 
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário