QUINTA, 17 de Outubro 2019: Aqui estão as principais notícias para você começar o dia bem-informado

12 de junho de 2010

"POR QUE CID GOMES SE AFASTOU DE TASSO"

Entre a última segunda-feira e ontem, o senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) ligou uma vez para Cid Gomes (PSB), governador do Ceará. Ligou a segunda vez. E a terceira.

Cid nem atendeu nem devolveu as ligações.

Então Tasso reuniu o PSDB cearense e anunciou o rompimento de relações com Cid. Com o gesto, pôs em risco sua reeleição.

Cid conhece bem o temperamento de Tasso. Sabia que ele não suportaria uma desfeita. Assim poderá dizer que foi Tasso que rompeu com ele - e não ele com Tasso.

Quando há quatro anos se elegeu governador, Cid foi apoiado pelo PMDB do deputado Eunício Oliveira. Em troca prometeu apoiar este ano a candidatura de Eunício ao Senado.

Mas Cid estava sob pressão do PT cearense para apoiar não só Eunício, mas também José Pimentel (PT) para senador. E sob pressão de Ciro Gomes, seu irmão, para apoiar por debaixo do pano a candidatura de Tasso.

Os Gomes devem a Tasso a importância política que ganharam no Ceará. Tasso e Ciro são amigos e sempre aliados em todas as ocasiões.

Em 2002, por exemplo, Tasso largou de mão a candidatura de José Serra à presidência da República para apoiar a de Ciro.

Dá-se que os Gomes se dividiram mais tarde com relação a Tasso.

Os irmãos Ciro, Lúcio e Lia continuam amigos de Tasso e defendem sua reeleição.

Ivo Gomes (PSB), deputado estadual, defendeu que Cid se afastasse de Tasso.

Foi o que acabou acontecendo.

Lula considera Tasso um adversário a ser derrotado a qualquer preço - assim como Arthur Virgílio, líder do PSDB no Senado, e candidato à reeleição pelo Amazonas.

Cid escolheu ficar do lado de Ivo, Lula e do PT.
Fonte: blog do Noblat
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário