Sábado, 21 de Outubro 2017: Aqui estão as principais notícias para você começar o dia bem-informado

3 de março de 2012

"O PASSAGEIRO DA POLTRONA ESPECIAL"


A seguir, você vai ler uma crônica enviada ao blog Massapê Indo e Voltando pelo artista plástico Ferreirinha, leitor de carteirinha do nosso portal de notícias, que sempre envia seus artigos a este blogueiro, o que nos honra bastante.  
Dia 11 de março (domingo), à meia noite, de Massapê com destino a Fortaleza, o passageiro octogenário Francisco das Chagas Oliveira – o Chico da Santa, aguardou, em vão, por aproximadamente uma hora, uma das rodonaves da Guanabara - empresa que detém o monopólio de transporte de passageiros em praticamente todo o estado do Ceará, sem concorrência nas linhas regulares que opera. O motorista do ônibus corujão, procedente salvo engano, de Martinópolis, simplesmente ignorou a parada obrigatória que deveria ter feito no terminal rodoviário de Massapê, para o embarque de passageiros. Vale salientar que “O Passageiro da Poltrona Especial” adquiriu o bilhete da passagem emitido com antecedência de mais de uma semana; que “O Passageiro da Poltrona Especial” tinha um compromisso inadiável às 08h da manhã de segunda-feira na capital cearense; que dada a estreita relação de amizade com a indefesa vítima “O Passageiro da Poltrona Especial”, eu tenho procuração para defendê-lo, bem como, para denunciar e tornar público pelos meios de comunicação, neste caso, a rede social de computadores, a falta de respeito e o descaso que referida empresa comete com os cidadãos de bem, que pagam seus impostos em dia, e que não merecem ser tratados dessa forma, caracterizando literalmente um atentado violento à dignidade humana. Para sua infelicidade, “O Passageiro da Poltrona Especial” seria o único a embarcar naquela fatídica noite mal dormida. Quiçá, tivesse a empresa emitido um, apenas e tão somente um bilhete de passagem vendido, aquele sinistro ônibus teria parado para o embarque dos passageiros. A pergunta que se faz é: até quando a Guanabara, ou melhor, a Infernabara vai atormentar e infernar a paciência da nossa gente, no caso em tela, desrespeitando uma lei Federal? Pois bem. Quando “O Passageiro da Poltrona Especial” imaginava que referido atraso de quase uma hora teria ocorrido por algum defeito mecânico do ônibus, durante o seu percurso, referido coletivo já partia de Sobral rumo ao seu destino final, deixando o incauto passageiro a ver navios, e não ônibus, daí o sugestivo título da crônica.
Autor: Ferreirinha de Massapê.
Massapê, 12 de março de 2012.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Um comentário:

  1. CARO FERREIRINHA,
    VOCÊ COM SUA INTELIGÊNCIA PECULIAR FALOU SOMENTE A VERDADE DESTA EMPRESA QUE MUITO DESRESPEITA OS CIDADÃOS QUE USAM DO SERVIÇO DELA

    ResponderExcluir