Quarta, 16 de Agosto 2017: Aqui estão as principais notícias para você começar o dia bem-informado

26 de julho de 2017

DEPUTADOS NA ASSEMBLEIA: DE OPOSIÇÃO À SITUAÇÃO


Nos últimos meses na Assembleia Legislativa do Ceará se notou um movimento maior em defesa da gestão do governador Camilo Santana, com a mudança de comportamento de parlamentares que outrora eram críticos da gestão e passaram a ser seus principais defensores, como foi percebido nos pronunciamentos de Tomaz Holanda (PPS), Silvana Oliveira (PMDB), Agenor Neto (PMDB), Audic Mota (PMDB) e João Jaime (DEM).

Além desses, Walter Cavalcante (PP), que iniciou a Legislatura como membro da bancada oposicionista, se somou ao coro de defensores do Governo desde o início do ano passado. Ao todo, a bancada governista é formada por 35 parlamentares, enquanto a oposição foi reduzida a apenas 11 representantes.

Levantamento feito por repórter do Diário do Nordeste durante as sessões ordinárias do primeiro semestre deste ano mostra que, até mais que as lideranças do Governo na Casa, o deputado Tomaz Holanda tem se destacado na defesa da administração de Camilo.

Até o ano passado, o parlamentar era um dos membros do PMDB, e após não ter recebido apoio da legenda para a disputa à Prefeitura de Quixeramobim, resolveu se aliar à administração do Estado, inclusive, saindo da sigla peemedebista e retornando ao PPS, legenda pela qual foi eleito deputado, em 2014.

Debates
Silvana Oliveira é outra que se destacou na base aliada do Governo com os elogios a alguns dos secretários estaduais. João Jaime e Agenor Neto são outros que, da tribuna do Plenário 13 de Maio, já fizeram menção favorável à gestão.
Já Audic Mota, desde que se alinhou ao Executivo, foi visto várias vezes na companhia do governador Camilo Santana em inaugurações e passeatas no Interior do Estado. Além desses, claro, a liderança segue na defesa da gestão e buscando se contrapor às críticas oriundas da oposição. Evandro Leitão (PDT), Rachel Marques (PT), José Sarto (PDT) e Julinho (PDT) são alguns que seguem defendendo o Governo na Casa.

No entanto, diante de uma base aliada com 35 membros, ainda são poucos os parlamentares que participam dos debates do Legislativo Estadual, principalmente quanto a defesa do Governo. Além desses, também se destacam Manoel Santana (PT), Carlos Felipe (PCdoB), Osmar Baquit (PP), Fernando Hugo (PP) e Leonardo Pinheiro (PP). Este, apesar de ser membro da liderança da base, tem participado pouco das discussões.

A oposição viu seu tamanho e abrangência no Legislativo estadual diminuírem com o passar do tempo. Saiu de uma bancada de até 16 parlamentares para apenas 11 deputados e, além de estar em menor número, se encontra desorganizada e sem um foco. Tanto é que não houve consenso entre eles em algumas votações recentes na Assembleia, como a extinção do Tribunal de Contas, por exemplo.

No Plenário 13 de Maio é nítida a falta de sintonia entre os membros da bancada oposicionista. Enquanto Roberto Mesquita (PSD) e Odilon Aguiar (PMB) dialogam entre si, os demais buscam centralizar seus discursos em pautas individuais.
Fonte: DN
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário