Quarta, 23 de Agosto 2017: Aqui estão as principais notícias para você começar o dia bem-informado

2 de agosto de 2016

DEPOIS DA DESISTÊNCIA DE LUIZ PONTES, A OPINIÃO DO BLOG MASSAPÊ INDO E VOLTANDO

Em meio às insistentes especulações em torno de um nome que deverá enfrentar Antonio José Albuquerque à Prefeitura de Massapê, nas eleições de outubro deste ano, a oposição está num silêncio sepulcral, após a desistência inesperada do ex-senador Luiz Pontes. Há um combate entre “amigos”, antes inimigos, para chegarem a um consenso do nome que possa disputar as eleições, ao prazo de dois restantes dias à convenção dos oposicionistas.

Parece à reedição das eleições de 2012, quando o PSDB só definiu o nome ao cargo majoritário 24 horas da convenção, e deu no que deu.

Comentam-se nos bastidores que devem ser apresentados Jacques Albuquerque PRÉ - candidato a prefeito, podendo ser indicados Nilson Frota (PSDB) ou até mesmo Dr. Estevão (PTN); prováveis vices de Jacques.

Na verdade, PSDB e PMDB não esperavam o abandono, a abdicação do maior líder do partido. Desta feita, o grupo liderado por Jilsim e Jacques enfrenta um cenário de adversidade. Eles terão como adversários um candidato que tem suporte integral do presidente da Assembleia e do governo do estado, além do apoio integral do clã Ferreira Gomes.

A oposição de Massapê vive um inferno astral, a começar com as sucessivas tentativas de trazer para si o apoio de Luiz Pontes, sem sucesso. Todos sabem que o psdbista sempre se esquivou de participar de encontros e reuniões lideradas por Jacques Albuquerque.

No último encontro realizado pelo PMDB na Câmara Municipal, esse blogueiro percebeu - sem se falar nas outras postagens aqui no blog - que essa “união” jamais daria certo, e não deu outra: cantei a pedra desde o ano passado.

Ao discursar para a plateia presente na Câmara, o presidente do PSDB, Dr. Jilson Canuto, figura por qual tem o maior respeito, pois  entendo que ele tem ideologia política à minha, durante trechos do seu discurso ele deixou transparecer nas entrelinhas que a provável unidade política PSDB/PMDB dependeria da sintonia de Luiz Pontes.

Estava na cara que Dr. Jilson e o ex-prefeito Nilson Frota, ambos PSDB, aparentemente faziam papel de “aliados” ao virem a público ao encontro do realizado pelo PMDB, por insistência de Jacques nas redes sociais.

Enfim, Jacques, Jilsim, Luiz Pontes, João pontes e até o senhor Nilson Frota, juntos, não têm em comum o estigma, o habitual para corresponder aos desejos ou gostos de outrem, com a intenção de aliar e unir a confiança dos eleitores dos dois lados. Basta recorrer ao passado, principalmente nas décadas de 90 e 2000 em diante. 

Para finalizar, usando um pouco do pragmatismo político, disse e repito: por mais que tentem se agregar politicamente isso jamais dará certo. Se Jacques não se deu com o próprio sangue na esfera política, vai dar certo com o PSDB? Por aí, tirem as conclusões.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário