Quinta, 17 de Agosto 2017: Aqui estão as principais notícias para você começar o dia bem-informado

21 de agosto de 2014

25º ARTIGO: "EM CURSO, REALINHAMENTO POLÍTICO EM MASSAPÊ"


É certo que os acordos, os conchavos e as coligações que valem para uma eleição nem sempre valerão para outra. Basta ver os condomínios políticos  que disputaram as últimas eleições municipais.  Aqueles condomínios, na essência, dissiparam-se. Não são mais os mesmos para as próximas eleições e, provavelmente, também não o serão em 2016.
Convém entender como se encontram, nesta fase, as forças que se coligaram em 2012. De logo se adverte, que outro poderia ser o critério. No entanto, ante a fragilidade partidária, escolhe-se um critério mais pessoalizado, levando-se em consideração a apresentação aos massapeenses de candidatos, especialmente,  os das eleições proporcionais deste ano. Assim com base nesse critério referido visualiza-se no momento seis vertentes políticas locais.
A primeira vertente é a da situação propriamente dita sob a batuta do deputado José Albuquerque que se apresenta como candidato a deputado estadual e apóia à Câmara Federal Leônidas Cristino.
A segunda vertente seria uma situação acessória sob orientação do líder sindical Moisés Braz que se apresenta como candidato a deputado estadual e apóia à Câmara Federal Guimarães.
A terceira vertente é uma dissidência político-familiar sob o ímpeto do líder político Jacques Albuquerque que se apresenta como candidato a deputado estadual e apóia à Câmara Federal Gorete Pereira.
A quarta vertente é personificada no ex-Senador Luiz Pontes que apresenta como candidato a deputado estadual Carlos Matos e a Câmara Federal Gomes de Matos.
A quinta vertente, embora imbrincada com a anterior no apoio aos mesmos candidatos, pode ser vista de forma individualizada quando se considera a relevância político-eleitoral do ex-prefeito Nilson Frota.
A sexta vertente personifica-se no candidato derrotado a prefeito das últimas eleições Fernando Antônio Marques que, pelo menos no que no refere a deputado federal, apresenta o seu próprio candidato, Moses Rodrigues.
Condomínios, por enquanto, desfeitos. Brevemente se saberá  o tamanho de cada uma dessas vertentes. Mas de pronto já se sabe que nenhuma força individualmente considerada tem aptidão de sozinha vencer as próximas eleições. Torna-se necessário a construção de novos condomínios. Nisso se conclui: na política de Massapê, encontra-se em curso um realinhamento de forças nunca antes visto que impactará as eleições de 2016. Depois de 05 de outubro próximo nem a situação nem a oposição serão as mesmas. É a dinâmica da política!
Dr. João Tomaz Neto
        Advogado e Professor
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário