Sexta, 20 de Outubro 2017: Aqui estão as principais notícias para você começar o dia bem-informado

1 de abril de 2014

AÉCIO DIZ QUE "NÃO IMPORTA" CONCORRER COM LULA OU DILMA

Pré-candidato do PSDB à Presidência da República, o senador Aécio Neves (MG) disse na tarde desta segunda-feira (31) que “não importa” se houver mudança na candidatura do PT. Segundo ele, se o nome do governo for o do ex-presidente Lula ou da atual chefe do Executivo, Dilma Rousseff, tanto faz.
“Ouço sempre que pode haver mudança de candidato no governo. Para mim não importa se será o Lula ou a Dilma. O que eu quero é derrotar esse modelo político que aí está”, afirmou.
É a primeira vez que um pré-candidato trata abertamente sobre as diversas manifestações na base do governo pela volta de Lula. Aécio falou sobre o assunto durante palestra a empresários ligados ao LIDE, grupo que agrega empreendedores, em São Paulo.
Durante a fala, de mais de uma hora, Aécio criticou a atual administração, prometeu mudanças e voltou a defender a instalação de uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para investigar a Petrobras.
O senador chamou de “chantagem” a ameaça de aliados do governo de ampliar o escopo da investigação, de modo a envolver os setor elétrico, mirando a Cemig, empresa energética de Minas, e a refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco, Estado governado por Eduardo Campos (PSB), outro adversário de Dilma nas eleições.
“Não há chantagem que nos tirem da apuração desse tema. Querem investigar o setor elétrico? Vamos lá. Querem investigar os portos? Vamos lá. Vamos investigar os brasileiros e os cubanos”, afirmou, numa referência ao financiamento pelo BNDES de um porto em Cuba.(Folha de S. Paulo)
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário