Terça, 17 de Outubro 2017: Aqui estão as principais notícias para você começar o dia bem-informado

22 de dezembro de 2013

NA MALHA FINA

A Receita Federal começou na última sexta-feira a liberar o pagamento do sétimo e último lote do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF). Menos para os 18.729 cearenses que tiveram problemas na declaração, o que representa um pouco mais de 3% das 600 mil declarações enviadas no estado em 2013. No Brasil, 711.309 estão nessa situação.

Quem fez a consulta e não esteve em nenhum dos lotes anteriores está na malha fina. Mas não precisa se desesperar. Basta procurar os canais para regularização junto à Receita e checar as pendências em aberto. As declarações ficam retidas para que os contribuintes façam a correção ou inserção de novas informações. Após a retificação e a nova checagem feita pela Receita, as restituições são pagas em lotes residuais em até cinco anos, prazo necessário para que os contribuintes sejam notificados.

Segundo a Receita Federal, deixar de informar uma fonte de rendimento na prestação de serviços é o motivo responsável por 56% das pendências nas declarações. Antônio Teixeira, consultor do grupo Sage, aponta algumas situações corriqueiras na hora de declarar os rendimentos ao Fisco.

“É o caso do funcionário que trabalhou em várias empresas em um ano. Ele acha que é necessário declarar apenas os rendimentos do último emprego, mas na verdade, deve acrescentar todos os outros. As empresas informam o recolhimento do imposto e a Receita cruza os dados fornecidos pelo empregador e pelo empregado. Assim surgem as incongruências na declaração”. No caso de perda dos recibos, o funcionário tem o direito de adquirir uma cópia dos comprovantes de pagamento e checar o valor do IR retido na fonte.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário