Sexta, 20 de Outubro 2017: Aqui estão as principais notícias para você começar o dia bem-informado

4 de junho de 2013

EM DEFESA DA FAMÍLIA

Amanhã (5), o pastor Malafaia organiza um protesto em defesa da família tradicional, da vida, da liberdade de imprensa e das religiões. A expectativa é reunir 100 mil pessoas em plena quarta-feira na frente do Congresso Nacional, em Brasília. “Vamos descer o bambu. O couro vai comer. Vai ser bonito”, anuncia ele, famoso por pregações com provocações, ironias e frases de efeito. O Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que mês passado editou uma resolução proibindo cartórios de recusar o reconhecimento em contrato da relação entre pessoas do mesmo sexo, será um dos alvos do pastor. “Eles vão tomar um pau que não vai ser brincadeira. Vou bater com vontade no CNJ”, disse Malafaia.

Para escorar seu argumento de que ninguém nasce com atração pelo mesmo sexo, ele cita uma pesquisa norte-americana, segundo a qual 48% dos gays sofreram violência sexual. De acordo com o pastor, o objetivo é dar status de raça a comportamentos. “Ninguém pede para nascer branco ou negro. Homossexualismo não. Ninguém nasce homossexual, não existe nenhuma prova na genética, em nenhum lugar”, afirmou.

Destruição
Na entrevista ao site Congresso em Foco, Malafaia não economiza nas ironias. Diz que a agenda de liberação do casamento gay, do aborto e das drogas é prejudicial ao mundo. “Se a sociedade liberar tudo, ela se destrói. A decadência do ocidente tem a ver com questões morais também. O modelo judaico-cristão está sendo substituído pelo modelo humanista-ateísta”, afirmou Malafaia. “Quanto mais a sociedade quebra limites, ela se afunda na lama”, confirmou.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário