Quarta, 23 de Agosto 2017: Aqui estão as principais notícias para você começar o dia bem-informado

29 de setembro de 2012

PAVIMENTAÇÃO ASFÁLTICA MASSAPÊ-SALGADINHO: OS TRABALHOS JÁ COMEÇARAM

Através de solicitação da comunidade de Salgadinho ao deputado estadual Zezinho Albuquerque, o governo do Estado do Ceará Cid Gomes deu início aos trabalhos da pavimentação asfáltica da estrada que liga Massapê a Salgadinho, percurso de 1.20km.

De fato, os trabalhos teriam início na próxima segunda-feira (01.10). No entanto, em ligação feita ao presidente da Associação Rural de Salgadinho, José Wilson Diogo, o deputado estadual Zezinho Albuquerque achou por bem antecipar os trabalhos para satisfação dos moradores daquela hospitaleira comunidade.

Exatamente às 9h, o maquinário chegou ao local e, imediatamente, foi logo começando as atividades. A satisfação estava estampada no rosto de cada morador da comunidade razão pela qual os populares foram acompanhar in loco, o início dos trabalhos com previsão de serem concluídos no máximo de três dias ou até antes.

A pavimentação asfáltica dará mais conforto e comodidade aos moradores, melhorando o aspecto paisagístico, propiciando desenvolvimento e proporcionando qualidade de vida aos motoristas e transeuntes.

Com exclusividade, o blog Massapê esteve registrando os trabalhos cujas imagens serão mostradas a seguir:





































O CARÃO QUER CARNE

Considerado um dos prefeitos mais populares de Massapê, João Alberto Siqueira Campos (*08.10.1931 +20.10.1986) – conhecido por Beto Lira, exerceu dois mandatos: 1964/1967 e 1977/1982. Sua popularidade extrapolava limites. Com todo o respeito, ele fazia da Praça da Matriz, a prefeitura; do banco da praça, o gabinete e do seu colo, o birô. O político, no período matutino, despachava diretamente do banquinho da praça Coronel João Pontes, à sombra de uma frondosa castanholeira, defronte ao mercado público. Ali, era o seu gabinete improvisado, em contato direto com o povo, dispensando o conforto da sala com ar condicionado do Paço Municipal. Extrovertido e brincalhão, eram qualidades e virtudes inerentes à sua pessoa. Na vigência do seu segundo mandato, Beto Lira construiu um enorme viveiro (5m X 10m), em um dos canteiros da referida praça, com capacidade para abrigar dezenas de pássaros silvestres que compõe o cenário da nossa rica fauna do semiárido nordestino. Cão Grande (de saudosa memória), era o funcionário responsável pela manutenção do viveiro, efetuando a limpeza e alimentando os pássaros com água fresca e bastante frutas coloridas. Um certo dia, em plena quadra invernosa, Cão Grande aparece com um enorme Carão – pássaro de médio porte, carnívoro, que se alimenta de pequenos peixes, insetos e principalmente buzos (nome popular de um molusco protegido por uma concha). Durante o inverno, até que foi fácil alimentar o esfomeado animal, pois, bastava Cão Grande dar um pulinho até o nosso rio Contendas, que trazia generosa quantidade do crustáceo. Entretanto, com a chegada do verão, sumiu o alimento predileto do Carão. Foi quando Cão Grande apelou para o prefeito comprar carne vermelha. E assim foi feito. De dois em dois dias, Beto Lira entregava ao Cão Grande, o dinheiro correspondente para compra de ½ kg de carne de terceira. Cerca de três semanas após, Cão Grande solicitou do prefeito, justa reivindicação do animal, que queria porque queria, só comer carne de primeira. O prefeito prontamente atendeu o pedido, e mais ainda: autorizou a compra da carne na banca de conhecido magarefe, Messias Trajano, que no final do mês recebia o dinheiro. Quando do pagamento da carne fornecida ao Carão no segundo mês, o prefeito se assustou com o valor, que foi o dobro do primeiro. Indagado, o conceituado açougueiro se justificou, dizendo que Cão Grande passava na sua banca todo santo dia para levar ½ kg de carne de primeira. Não deu outra. Imediatamente o prefeito cancelou o fornecimento a prazo do alimento e voltou a pagar à vista. O funcionário, que foi advertido, tentou se justificar, alegando que Carão estava em fase de crescimento, portanto, demandava mais e mais proteínas, além da dieta balanceada dos carboidratos. O político, que não era bobo, abriu uma espécie de sindicância. Incumbiu outro funcionário da prefeitura – o Oscar Leruá do Maneiro-Pau, que era o jardineiro responsável pela arborização da praça. Durante três dias, Oscar seguiu os passos do Cão Grande, que todo dia comprava a carne, entrava no viveiro e disfarçadamente alimentava o Carão com dois, três miúdos pedaços, (do tamanho de uma azeitona), deixando o coitadinho do animal só na vontade, com água na boca. Depois, pegava sua bicicleta e levava a carne para ser preparada na sua residência e servida logo mais no almoço. Enfim, a farsa foi descoberta. No quarto dia, muito cedo, como de costume Cão Grande se dirige ao prefeito:

- Seu Beto, o Carão quer comer carne!
- Cão Grande, a partir de hoje, o Carão vai comer carne, mas só se for a carne do teu fiofó.
Ferreirinha agosto (de carne de primeira), 2011.

VEJA COMO É TRATADA E MANIPULADA A CARNE CONSUMIDA PELOS MASSAPEENSES

Quem já não sentiu o odor fétido na entrada da cidade de Massapê, ali no bairro do Cruzeiro, com a “exuberante” instalação do matadouro público, que atire a primeira pedra.

Quem entra em Massapê-CE, na região norte, a 285 km de Fortaleza, vindo de Sobral, depara-se com o mau cheiro muito forte do matadouro público, por conta da irresponsabilidade da administração do PSDB, no comando do município, Há 16 anos.

Nas imagens abaixo, cedidas ao blog Massapê Indo e Voltando pelo Plantão Alerta de Sobral, a gente tem a certeza da lastimável prática de como é tratada e consumida a carne pelos massapeenses. É de causar nojo e indignação! Só quem não quer enxergar são aqueles que defendem a administração do senhor João Pontes.  

Referente à notícia, vários meios de comunicação já divulgaram o descaso: Blog, Revista, Rádio, Jornal e canais de Televisão do Ceará, como a TV Verdes Mares, afiliada à Globo. Veja por exemplo alguns trechos da reportagem, exibida no programa CETV, 1ª edição.

"No municipio de Massapê, na região norte nossa equipe registrou a falta de cuidado dos funcionários do matadouro na hora de manusear a carne. (...) A instalação está deteriorada, o gado é pesado em uma balança enferrujada e os animais ficam no mesmo local onde é exposta a carne. "Eles matam de paulada e depois sangram, aí a carne fica jogada ao chão, aí dependuram, pesam, botam numa carroça e levam pra lá (...)”
Carne ao chão, manuseada por funcionário, e observada pelos cachorros
Marchante com uma mão na carne e à outra empurrando o cachorro
Funcionário manuseia a carne, sem camisa e sem acessórios higiênicos
Carne sendo carregada nas costas suadas
Carne exposta em carrinho de mão, enquanto funcionário manuseia carne ao chão sujo e sem proteção
Carne em carro de mão, sem proteção e sem higienização
Matadouro fedorento, instalações enferrujadas e os cachorros passando sobre a carne
 
 É desta forma que o PSDB quer continuar administrando Massapê?

28 de setembro de 2012

BLOG SOBRAL DE PRIMA " TUCANO DESAPARECE DA CAMPANHA DE MASSAPÊ"

Os tucanos do bico já não tão mais duro desapareceram das campanhas eleitorais pelo Ceará. Na Zona Norte, o grande patrocinador de dezesseis anos do PSDB, em Massapê, o ex-suplente de deputado Luis Pontes (PSDB) está sumido da campanha de Fernando Antonio. Luis Pontes já enfrentou por várias vezes os Albuquerques, porém, nunca antes na história de Massapê, em um embate conduzido profissionalmente pelo deputado Zezinho Albuquerque. Enquanto o ex-suplente de deputado Luis sumiu de Massapê, o deputado Zezinho está morando na cidade.

27 de setembro de 2012

PERUZINHO 2000

Do grande pensador, dramaturgo e poeta alemão, Bertoit Brecht (*10/02/1898 +14/08/1956), a seguinte reflexão: “O pior analfabeto é o analfabeto político. Ele não ouve, não fala, nem participa dos acontecimentos políticos. Ele não sabe que o custo de vida, o preço do feijão, do peixe, da farinha, do aluguel, do sapato e do remédio, depende das decisões políticas. O analfabeto político é tão burro que se orgulha e estufa o peito dizendo que odeia a política. Não sabe o imbecil que, da sua ignorância política, nasce a prostituta, o menor abandonado, e o pior de todos os bandidos, que é o político vigarista, pilantra, corrupto e lacaio das empresas nacionais e multinacionais”. Nas eleições municipais do ano 2000, Raimundo Alves do Nascimento – O Peruzinho, conhecido comerciante de Massapê no ramo gastronômico (Comes & Bebes), levou corda dos amigos e resolveu se candidatar a uma das nove vagas do Poder Legislativo. Cadastrado na Justiça Eleitoral sob o número 23.555, tinha como dilema “Tratando Gente, como Gente”. O número 23 é da sua legenda e  555 é gato no Jogo do Bicho, conquanto peru seria de 77 a 80. Dizem que é por isso que ele não foi eleito. Ferreirinha, seu contemporâneo e amigo de infância, radicado em São Paulo desde 1981, e que por aqui gozava férias, foi nomeado informalmente, assessor do jovem e inexperiente político, que havia reservado para sua campanha um fundo financeiro de valor ínfimo para os gastos de um candidato que se declarava antecipadamente eleito, face sua grande popularidade junto ao eleitorado. Durante a campanha política, todos os dias, Peruzinho enchia um bolso da sua bermuda com Santinhos e no outro bolso, generosa quantidade de dinheiro em notas de R$ 2,00 e saía caminhando pelas ruas da cidade, cumprimentando todos à sua volta. Cerca de uma hora após, os santinhos se esgotavam e o dinheiro... Bem, quanto ao dinheiro, se evaporava, não se sabe como. Pois bem. Tijolo Cru – uma espécie de Tarzan em miniatura, trabalhador da construção civil, exercia o ofício de servente e em causa própria o de pedreiro. Desempregado, havia alguns meses, precisava construir a calçada da sua humilde residência. Procurou Peruzinho e solicitou deste, três sacos de cimento para execução da obra, com a promessa de que o recompensaria, com o seu voto e o da sua esposa. O acordo foi imediatamente fechado. No momento da abordagem, Peruzinho estava acompanhado de outro assessor, que para se conscientizar da veracidade das afirmações, solicitou dos dois eleitores, seus títulos eleitorais e anotou em uma pasta reservada, o número da secção de votação. Não deu outra. Um dia após as eleições, feita a apuração dos votos, coincidentemente naquela secção, Peruzinho não havia sufragado nenhum voto, significando dizer, que Tijolo Cru e sua esposa descumpriram o acordo. Chateado com a derrota, conquistando menos de uma centena de votos, uma semana após, o outrora candidato a vereador foi até a residência do Tijolo Cru tomar satisfações. A seguir, transcrição do diálogo, vazado nos seguintes termos:

- Oi de casa?
- Oi de fora! – respondeu Tijolo Cru – meu vereador Peruzinho! Me diga que você foi eleito, diga? Eu lhe dei dois votos, o meu e o da minha esposa!
Peruzinho fez careta, meneou a cabeça de forma negativa, coçando-a, e foi direto ao assunto:
- Tijolo Cru, toma vergonha nessa tua cara. Nem tu e nem a tua esposa votaram em mim. Olha aqui! Na secção que vocês votaram eu não tirei nenhum voto!... 
Tijolo Cru, meio desajeitado, tentou se justificar:
- Mulher, me traz uma picareta e suspende o café. Me desculpe, meu amigo Peruzinho. Eu não posso fazer mais nada. Tome esta picareta e leve seus 3 sacos de cimento, mas por favor, deixe a areia, porque é de outro candidato.
Peruzinho deu meia volta, e desabafou com o seu assessor:
- O negócio é tratar “Gente como Indigente”.
E para consolá-lo, o seu assessor alfinetou:
- Voto não tem preço. Voto tem conseqüências. É Peruzinho 2000: 1000 meu com 1000 teu.
Ele, mais uma vez meneou negativamente a cabeça e o dedo polegar, esboçando um sorriso amarelo, com a cara de poucos amigos. Bertoit Brecht  agradece o aprendizado do aluno eleitor, que não se deixou enganar pelos políticos, pelo contrário, os enganou.  Quanto ao nosso amigo Tijolo Cru, após as eleições, boatos correram por toda cidade, dando conta de que o esperto eleitor, enganou para mais de dez candidatos a vereador, que arriscaram comprar o seu voto. Não à toa, conseguiu construiu sua casa em curto período de tempo, nas eleições municipais do ano 2000. Do livro: Estórias & Casos com Causos & Histórias de Massapê – autor: Ferreirinha

26 de setembro de 2012

PARABÉNS AO JOVEM ENTUSIASTA ANTONIO JOSÉ, CANDIDATO A PREFEITO DE MASSAPÊ

O blog Massapê Indo e Voltando abraça e cumprimenta ao Antonio José Albuquerque (foto), jovem idealista, candidato à Prefeitura de Massapê, filho do deputado estadual José Albuquerque e sobrinho do líder político Jacques Albuquerque que está aniversariando hoje.  

Desejamos-lhe agradáveis surpresas, vitórias e felizes acontecimentos, além de muita paz e harmonia junto aos amigos, familiares e todos os massapeenses que o admiram.

Torcemos  que tu tenhas um dia muito feliz, afinal de contas mais 365 dias se passaram na tua vida e com eles vieram novos sonhos, novas conquistas e também novos projetos de vida.

Que você caminhe sempre em busca do sucesso, alcançando um futuro amplo, se aperfeiçoando e prosperando ainda mais na jornada da vida.
Veja algumas fotos da juventude massapeense ao lado do aniversariante Antonio José Albuquerque

ENVIADO AO BLOG: AMIGO A TODA PROVA

Registrada nos anais da vã filosofia popular, uma estória de Domínio Público, que diz: “Em pleno combate, a tropa, com baixas substanciais, recua, e um soldado tenta avançar, quando é proibido pelo seu comandante. O jovem militar, insiste em ir adiante, sob o pretexto de que iria tentar salvar a vida do seu melhor amigo – um soldado baleado que ficou em alguma trincheira. Seu superior insiste em proibir a aventura do soldado, tendo em vista, que ele correria o risco de perder sua própria vida, e que o seu amigo, àquela altura, provavelmente já estaria abatido. O soldado deu meia volta e conseguiu se afastar, indo ao encontro do amigo, que para sua surpresa, ainda estava vivo, entretanto em agonia. Pôs o fiel companheiro nos ombros e retornou à sua tropa, quando foi abordado pelo seu comandante, que irritado disse:

- De que adiantou arriscar sua própria vida, soldado. O seu amigo está morto.
- Sim, ele está morto. Mas quando eu o encontrei ele disse-me: Eu sabia que você viria me salvar”.
A moral da linda e triste estória, retrata um caso real. No início de setembro de 2012, tomei conhecimento do delicado estado de saúde do amigo Zé Gerardo, que residia no Alto da Cadeia. Fiz-lhe uma visita e, ciente que ele era um Cabeça-de-Fita de carteirinha, perguntei se o Jacques Albuquerque sabia da sua situação. Ele disse-me que mandou um recado ao líder político, mas até agora nada da sua presença, pois que, naquele momento, precisava muito de uma ajuda financeira para custear alimentos, remédios caríssimos, transporte, etc. No mesmo dia, procurei Jacques Albuquerque e falei da situação do amigo, no que ele disse-me que nada sabia e pediu para que eu pessoalmente lhe transmitisse o recado, de que no máximo em uma hora, iria fazer uma visita ao velho companheiro. Quarenta minutos após, (a quantidade de minutos é mera coincidência), o comandante Jacques Albuquerque estava ao lado do seu fiel soldado Zé Gerardo, literalmente abatido, dando-lhe palavras de conforto espiritual, bem como, ajuda material no que fosse preciso. Uma semana após, Jacques Albuquerque retornou à casa do seu companheiro de todas as lutas, para uma breve visita e entrega de medicamentos, e uma semana depois, o paciente faleceu. Faleceu, com a consciência daquele soldado em apuros, que na hora em que mais precisava do amigo, ele apareceu para tentar salvar sua vida.       

A família de José Gerardo Félix, de saudosa memória, (*15.03.1961 +20.09.2012 20/09/2012), consternada, convida parentes e amigos para assistir a missa de 7º dia em sufrágio da sua alma, que será celebrada dia 26 de setembro (quarta-feira), às 09h na igreja de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro.

Enviado por Ferreirinha. 

25 de setembro de 2012

FELICÍSSIMOS, MORADORES DA COMUNIDADE DE SALGADINHO AGRADECEM AO DEPUTADO ESTADUAL ZEZINHO ALBUQUERQUE E AO GOVERNADOR CID GOMES PELO ASFALTO

Atendendo à solicitação feita pela comunidade do Salgadinho, com apelo do presidente da Associação dos Moradores, José Wilson Diogo, e de posse de quase 400 (quatrocentas) assinaturas dos moradores, o deputado estadual José Albuquerque, primeiro secretário da Assembleia Legislativa do Ceará, realizará na próxima semana a execução das obras de pavimentação asfáltica em Tratamento Superficial Duplo-TSD, como drenagem e sinalização de 1.20km de acesso àquela comunidade hospitaleira. O valor dos recursos disponíveis com fonte do Tesouro Estadual importa em R$ 348.728,00 (trezentos e quarenta e oito mil, setecentos vinte e oito reais.

O blog Massapê Indo e Voltando acaba de ser informado, que os moradores do Salgadinho estão muito felizes com a notícia auspiciosa dada pelo próprio parlamentar “Nos Bastidores da Política”, cujo programa semanal é realizado pela Rádio Regional de Sobral e tem a participação do amigo Cleiton Arruda, conceituado empresário de Massapê.

Todo esforço é compensado quando visualiza o benefício que estes recursos vão proporcionar à comunidade de Salgadinho, melhorando o aspecto paisagístico e trazendo mais conforto e comodidade, sobretudo o desenvolvimento das localidades adjacentes. Isso é que é progresso!  
 

COMUNIDADE DO SALGADINHO PÁRA PRA RECEBER A FORÇA DO NOVO TEMPO

A coligação a Força do Novo Tempo deu o sinal em carros de som da visita à comunidade de Salgadinho, domingo próximo passado (23). Pois é, o que seria apenas uma simples visita, transformou-se num verdadeiro Mar Vermelho de deixar os adversário de “queixo caído”.

Os simpatizantes compareceram àquela localidade para dizer sim a Antonio José, Kélvya, Jacques, Zezinho e todos os candidatos a vereador. A enchente humana era tanto, que nas ruas não cabiam os populares. Foi preciso o campo de futebol "Estrela do Mar" para aglutinar o povão.

O que mais impressionou foram às adesões das pessoas que antes pertenciam ao PSDB e, não resistindo à estupenda manifestação dos vermelhos, subiram no palanque e declararam irrestrito apoio a Antonio José e Kélvya. Dentre as adesões, o que mais chamou a atenção dos presentes foi discurso duro e direto da senhorita Cristiane, “garganta de ouro”.  “Em 2008, eu e minha família votamos no João Pontes e, quando eles vieram realizar uma manifestação política em nosso Salgadinho, prometeram de fazer muitas coisas. Uma dessas promessas era de fazer a nossa pracinha. Assim como eu, muitos foram enganados e iludidos. Há meses atrás, meu pai estava muito doente e eu fui procurar o pessoal de lá para pedir apoio e ajuda e, segundo eles, só podiam me ajudar se eu agendasse uma reunião. Reunião para atender uma doença? Fiquei bastante indignada e revoltada. Foi aí que eu procurei o Zé Wilson, essa grande liderança na nossa comunidade, e o deputado Zezinho Albuquerque. No mesmo instante eles não mediram esforços e ajudaram o meu pai. Por isso, essa gente aí da Prefeitura não gosta do povo. O que eles gostam muito é prometerem, e nada fazerem. Estou muito feliz, sou muito grata, graças a Deus, sou uma grande cabeça-de-fita, e vamos à vitória porque o povo quer Antonio José e Kélvya” concluiu a garganta de ouro. 




































Postagens mais recentes Postagens mais antigas Página inicial