Quarta, 18 de Outubro 2017: Aqui estão as principais notícias para você começar o dia bem-informado

9 de novembro de 2012

GOVERNO LANÇA EDITAL PARA ESCOLHA DE BANCO QUE ASSUMIRÁ FOLHA DE PAGAMENTO

“O Governo do Estado, por meio da Secretaria da Fazenda (Sefaz), vai publicar no Diário Oficial do Estado (DOE), na próxima semana, o edital de licitação para contratação do banco que ficará responsável pela sua folha de pagamento de pessoal e a carteira de fornecedores. O contrato com o Bradesco encerra-se no dia 31 de dezembro deste ano.

O secretário da Fazenda, Mauro Filho, diz que a licitação ocorrerá por meio de pregão presencial. A instituição financeira vencedora ficará responsável pelo pagamento da folha dos serviços públicos que, hoje, conta com 163 mil servidores (ativos, inativos, pensionistas e professores temporários). O valor desta folha é de R$ 480 milhões e abrange somente o Poder Executivo, o Tribunal de Contas do Estado (TCE) e o Tribunal de Contas dos Municípios (TCM).
“O contrato com o Bradesco foi firmado durante o Governo Lúcio Alcântara (2002-2006) há cinco anos. Nós prorrogamos por mais um ano. Agora é preciso fazer licitação”, informa.

O secretário diz não acreditar que a mudança trará transtornos aos servidores nem perda de privilégios (os servidores do Estado são clientes prime). “Se a licitação for encerrada no dia 30 de novembro, o banco vencedor da licitação terá dezembro e janeiro para fazer a transição e terá que manter as regalias, hoje, oferecidas pelo Bradesco”. A instituição vencedora inicia as operações com o governo estadual em 1º de fevereiro, quando é feito o primeiro pagamento do ano aos servidores.

Mauro Filho lembra que o servidor do Estado não está obrigado a receber pelo banco que assumirá a folha de pagamento. Isso porque o Banco Central assegura ao correntista a possibilidade de portabilidade, ou seja, receber o pagamento por outra instituição financeira. “E o Bradesco, assim como o banco que ganhar, terá que fazer o procedimento no mesmo dia”.

Segundo informações do colunista, Eliomar Lima, quem já está na biqueira para entrar nessa briga é o Banco do Brasil.
Com informações O Povo
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário