Quarta, 16 de Agosto 2017: Aqui estão as principais notícias para você começar o dia bem-informado

6 de novembro de 2012

E NÃO É QUE O MAR VERMELHO ENGOLIU A ONDA AZUL...

É bíblico: No livro do Êxodo, lemos, que os judeus ao fugirem do Egito, com o forte exército do faraó em seu encalço, se salvaram por um milagre atribuído ao profeta Moisés, que ergueu seu misterioso cajado e dividiu o Mar Vermelho em dois, abrindo passagem para os judeus atravessarem com segurança pelo meio das águas. Na profética perseguição, a água do Mar Vermelho afogou e engoliu os soldados inimigos. Uma versão científica, levanta a hipótese de que naquele coincidente instante, um tsunami tenha causado o recuo das águas, que depois voltaram rapidamente, mas nada de comprovado. Parafraseando o trecho bíblico, de nada adiantou a agitação das Ondas Azuis de até 45 metros de altura. O arrebatador tsunami, embalado pelas Águas Vermelhas, com temperatura de 40 graus Celsius, provindas do grande açude Acaraú-Mirim, varreu de vez para além do continente massapeense, a famigerada Onda Azul. No crepúsculo do dia 08 de outubro de 2012, o serviço emergencial de sismologia computou o registro record municipal de 1078 abalos sísmicos, mais conhecidos por tremores de terra, alternados e consecutivos, cujo epicentro ocorreu a  apenas 40 metros de profundidade do nosso principal reservatório de água, notadamente na sua bacia. Massapê tremeu no período compreendido das 8h da manhã daquele inesquecível domingo, varando madrugada adentro, até os primeiros raios solares despontarem no horizonte, nos proporcionando o primeiro dia da Força do Novo Tempo. A cidade, até os dias de hoje, ainda em efervescência, sacode a maioria do seu povo, que há dezesseis anos havia adormecido. Segundo os estudiosos do assunto, os sismógrafos registrarão no limiar do século XXI, em Massapê, de quatro em quatro anos, uma sequência de tremores de terra com proporções inimagináveis. É esta a previsão catastrófica, inclusive revelada no Apocalipse, acerca do destino do povo massapeense. Mar Vermelho e Onda Azul, em plena campanha política, eram como se fosse a força e as cores das águas escura e barrenta de dois importantes afluentes que formam o rio Amazonas – os rios Negro e Solimões, cujas águas correm no mesmo leito mas não se misturam. A grande diferença está na metragem cúbica, que ocasionou um dilúvio avermelhado, sem precedentes na história da nossa cidade. E haja rodo para eliminar de vez aquelas marolinhas azuis que se reduziram a um simples banzeiro e que teimavam se alojar nas rachaduras do nosso concentrado e firme Barro Vermelho. Vermelho no chão, vermelho no sangue, vermelho no coração! Enfim, a tão sonhada e esperada calmaria. Como é sabido, após a tempestade virá a bonança, com tempo favorável à navegação, para a grande Arca de Noé, capitaneada pelo seu jovem comandante, salvar e preservar a nossa fauna, em especial, o majestoso Cabeça-de-Fita, e só então atracar em terra firme, no solo massapeense – o nosso Porto Seguro. Antonio José, à exemplo de Noé que anteviu o fim de uma velha era, nos transportou, através do túnel do tempo, para o início de uma nova era, intitulada “A Força do Novo Tempo”. Quanto ao Tucano, por questões humanitárias foi salvo, mas infelizmente o coitadinho sobreviverá somente em cativeiro, pois, a espécie, desde o dia 7 de outubro de 2012, entrou no rol dos animais ameaçados de extinção.

Do livro Crônicas Alegres & Algo Mais – do escritor e artista plástico Ferreirinha.
  PEDIGREE  
- NOME: CABEÇA-DE-FITA
- ORIGEM POLÍTICA: MASCOTE MUNICIPAL – 40
- CADEIA ALIMENTAR: TUCANO
- APELIDO: O CAMPEÃO
- HABITAT: TERRITÓRIO MASSAPEENSE
- EXPECTATIVA DE VIDA: MIL E SETENTA E OITO ANOS
- AUTOR DA OBRA: O ARTISTA PLÁSTICO FERREIRINHA  
 PEDIGREE
- NOME: TUCANO
- ORIGEM POLÍTICA: MASCOTE NACIONAL DO PSDB - 45
- PREDADOR MUNICIPAL: O CABEÇA-DE-FITA - 40
- APELIDOS: ARRUMA A MALA AÍ; TI AVISEI; EU NÃO, VAI TU
- RAÇÃO BALANCEADA: PÃO & ÁGUA
- HABITAT: ALGEMADO E PRESO NA GAIOLA COM CHAVE DE OURO
- REGALIA: BANHO DE SOL 1 HORA POR MÊS
- EXPECTATIVA DE VIDA: ATÉ 31 DE DEZEMBRO DE 2012
- CASTIGO/CONDENAÇÃO: PRISÃO PERPÉTUA
- SITUAÇÃO DE RISCO: EM PROCESSO DE EXTINÇÃO EM TODO TERRITÓRIO MASSAPEENSE
- DESTINO: BREVEMENTE EMPALHADO NO MUSEU
- AUTOR DA OBRA: O ARTISTA PLÁSTICO FERREIRINHA
Do livro Crônicas Alegres & Algo Mais – do escritor e artista plástico Ferreirinha.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário