Segunda, 16 de Outubro 2017: Aqui estão as principais notícias para você começar o dia bem-informado

20 de agosto de 2012

UMA FÁBULA POLÍTICO-PARTIDÁRIA

Veja, abaixo, mais uma crônica chegada ao blog Massapê Indo e Voltando de autoria do amigo Ferreirinha.
UMA FÁBULA POLÍTICO-PARTIDÁRIA
Diz uma lenda que nos primórdios, os animais falavam. Uma dia, eles decidiram eleger o seu rei. E logo começaram a confabular e a viver uma vida agitada, com manobras, recados, mensagens cifradas, dilemas, traições, promessas mirabolantes, intrigas, apostas, palpites, tapinha nas costas e muita conversa ao pé do ouvido. Os bichos promoviam um tumulto formidável entre si. Tucanos em revoada – “Do Povo para o Povo”, unidos, saiam à procura de votos em caravana eleitoral, prometendo mundos e fundos ante ao risco iminente de perder o poder; Paparós discursavam fervorosos noite a dentro na tentativa de conquistar mais e mais eleitores; filhotes de Cabeças-de-Fita, envergonhados com a sua genética e origem, se faziam passar por Canários da Terra com plumagem 100% amarela, (onde já se viu isso?); Sanhaços se reuniam para por em prática seu plano secreto e Cabeças-de-Fita, com – “A Força do Novo Tempo”, realizavam comícios fantásticos, por amor e em defesa do seu habitat natural – a Serra Verde do Barro Vermelho. Até um simpático e inflável Sapo-Cururu, que há duas décadas desfrutava de sombra e água fresca, coberto de razão, espertamente demarcou e defendeu (sem unhas e dentes), seu território – o grande lago azul, só no álibi, pois, língua ele tinha de sobra. E não é que até o mar se dividiu ao meio, que, agitado, formava ondas gigantescas de 40, 45 metros de altura, com a força fenomenal de um tsunami, por intermédio de duas correntes marítimas antagônicas e distintas: uma em direção ao norte e a outra ao sul, nas cores vermelha e azul. Era o retrato do tempo soprado pelo vento: “A Força Do Povo, Para o Povo do Novo Tempo”. Mas tudo isso transcorria, diga-se de passagem, na mais perfeita harmonia e ordem social. Além das plataformas e planos de governo, todas as qualidades individuais dos jovens candidatos eram postas à toda prova: o bico blindado do Tucano, o canto sublime do Paparós, o voo misterioso do Sanhaço e a beleza exuberante do Cabeça-de-Fita. Torciam para este último, de outra dimensão, várias espécies de animais que já se debandaram rumo ao céu, dentre as quais: Leão, Pinto, Gata, Gatim e Galinha D’água. E passeando por esse túnel do tempo, o espírito da selva pediu uma breve pausa para escala e conexão, e apresentou duas espécimes de aves: O Tucano, ave de médio porte que habita os pantanais do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, bem como, parte da Mata Atlântica, é o mascote oficial e nacional do PSDB (Partido da Social Democracia Brasileira), que representa o atual poder situacionista em Massapê. Foi idealizado quando da fundação do partido, em 25 de junho 1988, por Mario Covas. Em estilo caricaturista, predominam as cores azul e amarela. O Cabeça-de-Fita - mascote municipal de uma liderança política oposicionista de Massapê-CE, em estilo natural, prevalece pelas cores vermelha, preta e branca. O pássaro-símbolo, de pequeno porte, faz parte da fauna do semi-árido nordestino. O mascote surgiu de um autor anônimo, fruto da vã filosofia popular nas eleições de 1996, ocasião que o técno-eletrônico José Maria Rocha (que já pulou de galho e ganhou nova plumagem, noutro verão), sem nenhuma pretensão, decidiu participar de uma passeata promovida pelo seu então candidato a prefeito, o tradicional líder político Jacques Albuquerque, com uma bandeira afixada no guidom da sua bicicleta, e nela estampada a figura do referido pássaro. Alguém do povo, deveras inspirado, no meio daquela esplêndida multidão, esbravejou: “Lá vem os Cabeças-de-Fita”. A alcunha, de boca em boca, ganhou dimensões inimagináveis pelo os quatro cantos da cidade e não demorou muito, pois, já no dia seguinte, o povo, ainda no afã do clamor, comentava um só assunto: “A passeata dos Cabeças-de-Fita foi um sucesso!” É bom que se diga que, ambos mascotes, felizmente, não estão na lista de animais ameaçados de extinção; mas com certeza, ao final da temporada oficial de caça 2012, sobreviverá apenas um, que será declarado o grande vencedor. A bicharada merece o rei que elegeu.
Do livro Crônicas Alegres & Algo Mais (392 páginas) - Autor: Ferreirinha.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

7 comentários:

  1. PURAMENTE SENSACIONAL, FANTÁSTICA A SUA CRÔNICA FERREIRINHA

    ResponderExcluir
  2. EXCELENTE FÁBULA, REALMENTE A TUCANATO A NÍVEL NACIONAL É UMA AVE COMO URUBU, COSTUMO CHAMAR DE TUCALHALHA. MAS JÁ FUI CABEÇA DE FITA E A INTERIORIZAÇÃO DA POLÍTICA EM CIDADE PEQUENAS, NÃO PASSA POR PARTIDO OU SÍMBOLOS E SIM EM PESSOAS: FERNANDO ANTÔNIO; NASCIDO E CRIADO NA CIDADE, EMPRESÁRIO BEM SUCEDIDO CONHECE CADA VIELA DE MASSAPÊ, CADA CIDADÃO A MAIORIA PELO NOME. E O OUTRO? NÃO SABE ANDAR NEM NO CENTRO DE MASSAPÊ QUE SE PERDE. E NÃO PODEMOS ESQUECER A TRUCULÊNCIA DE QUEM O APOIA. E FINALIZANDO E A "CAMINHADA DOS AZUIS" TAMBÉM JÁ ESTA INTERNALIZADO NOS MASSAPEENSES. RUMO AO PENTA. COM GENTE DA CIDADE.

    ResponderExcluir
  3. Ótima historia,meu amado,mas nossas lideranças precisam pensar mais no povo do que neles mesmos.
    exercemos nossos deveres, e o dos nossos governantes onde fica,perdemos tempo falando muito,devemos cobrar mais o que já e de nosso direito,massapê precisa mudar e comoçar a progredir de verdade não afundando cada dia mais...

    ResponderExcluir
  4. Bela história FERREIRINHA.
    Mais como todos nós MASSAPEENSE sabemos que a 16 anos os TUCANOS estão no poder, mais vamos reparar bem a 16 anos atrás o ( LUIZ PONTES ) PROMETEU O ASFALTO DO MIRIM, E QUEM MANDOU FAZER FOI O DEPUTADO ZEZINHO ALBUQUERQUE.

    Á 16 ANOS ELES PROMETEU FABRICAS PARA A CIDADE DE MASSAPÊ. E CADE ESSAS FABRICAS QUE ATÉ AGORA NÃO CHEGOU ?

    AO INVÉS DELES PEGAR O DINHEIRO QUE É DO POVO E INVESTIR EM SAUDE E EM EDUCAÇÃO, ELES FAZEM O QUE MESMO COM ESSE DINHEIRO ?

    MINHA OPINIÃO É ESSA: ANTES DELES PENSAR NELES MESMO ELES DEVERIA PENSAR PRIMEIRO NO POVO.

    ResponderExcluir
  5. ÓPA. ONDE QUE COMPRA ESSE LIVRO DE CRÔNICAS HEIM? TEM MAIS ALGUMA ESTÓRIA DA MEMÓRIA DE MASSAPÊ? FICO NO AGUARDO, SE ALGUÉM SOUBER, VALEU!

    ResponderExcluir
  6. Parabéns Ferreirinha!!! Excelente fábula. Você é de uma extrema inteligência. Quanto ao comentário do wellington acima, de que adianta ser de Massapê, conhecer todas as ruas e pessoas pelo nome, mas não fazer NADA por elas!? Acho que o nome que se dar a esse tipo de atitude é INDIFERENÇA.

    ResponderExcluir
  7. cala sua boca filho da p.......
    vocês nunca vão ganhar aqui,massapê não quer mais prefeito que atrassava o dinheiro 9 meses e que só vez uma rodoviária !!!!

    ResponderExcluir