Segunda,18 de dezembro 2017: Aqui estão as principais notícias para você começar o dia bem-informado

14 de fevereiro de 2012

“COLUNA SEM HORA”: DE UM LEITOR ASSÍDUO DO BLOG MASSAPÊ INDO E VOLTANDO


O texto que você vai ler a seguir, chegou ao blog Massapê Indo e Voltando, via e-mail, e foi solicitado pelo autor que publicássemos neste portal de notícias.
COLUNA SEM HORA
Dia 5 de fevereiro de 2012 Massapê comemorou seus 114 anos de emancipação política, em grande estilo, culminando com a inauguração da reforma e ampliação da praça Coronel João Pontes – o patriarca dos Pontes, que há três gerações, sem sombra de duvidas, são os maiores benfeitores para o progresso do nosso município. Ao custo de mais de meio milhão de Reais, com recursos exclusivamente municipais, a mais nova e moderna praça encantou a todos nós munícipes massapeenses, bem como, aos visitantes das cidades circunvizinhas que aqui compareceram em massa, e constataram in loco, o mais novo e invejável cartão postal de Massapê. E não me diga que toda aquela multidão, estimada entre quinze a vinte mil pessoas, compareceu na véspera noturna, para assistir aos shows do Forró Misturado e da dupla Luiz Marcelo & Gabriel (sertanejo universitário), pois, ambas apresentações, com o devido respeito, ainda estão a quem do tão sonhado e merecido reconhecimento artístico nos âmbitos estadual e nacional pelas mídias radiofônica e televisiva, até porque estão passando por um processo de iniciação e marketing na escalada musical. A curiosidade foi o fator preponderante para arrebatar grandiosa multidão, pois que, sirva de exemplo aos gestores dos outros municípios de como se deve aplicar, e aplicar bem, os parcos recursos de uma cidade classificada de pequena para médio porte como a nossa, elevando a auto estima do seu povo que orgulhosamente estufa o peito, e que tem como referência principal o coração da sua cidade, composto pela igreja e praça matrizes, bem como, a então Coluna da Hora – ícones que representam o marco zero de Massapê. E por falar em Coluna da Hora, que também ganhou de presente uma nova roupagem (infelizmente uma pintura não artística), na virada festiva do dia quatro para o dia cinco, o seu relógio estava inerte, completamente adormecido. E logo eu um perfeccionista declarado, que tão ansioso esperava ouvir as doze badaladas noturnas, para depois cantar “parabéns à você” e louvar o hino municipal, retornei para o meu lar, deveras, frustrado e porque não dizer, decepcionado. Se bem que reconheço que os atuais gestores municipais de tudo fizeram, contratando profissionais especializados para restabelecer o seu funcionamento, tentativa essa em vão, infrutífera. Alguns dias após o conserto, ele, o tal relógio, até que funcionou, mas funcionou mudo, sem a sonoridade peculiar das suas tradicionais badaladas. Longe de um Big Ben londrino, como um lord inglês que prima pela pontualidade britânica, eu fiquei a matutar com os meus botões: a nossa agora “Coluna sem Hora”, por incrível que pareça não tirou o brilho daquela noite festiva e histórica que varou a madrugada. Parabéns minha querida Massapê. 
Ferreirinha, sem as horas do dia 06 de fevereiro de 2012.
Foto: Envida pelo autor Ferreirinha
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário