QUINTA-FEIRA, 27 DE JULHO: AQUI ESTÃO AS PRINCIPAIS NOTÍCIAS PARA VOCÊ COMEÇAR O DIA BEM-INFORMADO

28 de julho de 2011

DIETA DO BRASILEIRO É POBRE EM FRUTAS E LEGUMES, DIZ IBGE


Os brasileiros mais velhos comem mais salada do que os mais jovens, de acordo com a Pesquisa de Orçamentos Familiares do IBGE, divulgada nesta quinta-feira pelo instituto.

Já consumo de biscoitos recheados, um dos vilões de uma dieta saudável, foi bem maior entre adolescentes do que entre adultos e idosos.

Os indivíduos que se encontram entre os 25% mais pobres comem mais arroz e feijão alimentos que podem compor uma dieta saudável do que os mais ricos. No entanto, os de maior renda também relataram maior consumo de frutas e verduras.

DIETA POBRE
Mais de 90% dos brasileiros consomem menos frutas, legumes e verduras do que o recomendado pelo Ministério da Saúde, segundo a pesquisa do IBGE.


O levantamento mostra que os alimentos mais comuns na mesa dos brasileiros de todas as classes, regiões e idades são café, feijão, arroz, sucos, refrigerantes e carnes bovinas.

O problema, no entanto, com exceção dos refrigerantes, não está neste grupo, mas em outros alimentos que têm sido mais consumidos, como biscoitos recheados, salgadinhos, pizzas, doces e outros de altos teores calóricos e baixos nutritivos.

Por causa desta dieta de baixa qualidade, o percentual de brasileiros com níveis altos de inadequação de consumo de diversos nutrientes é alto para quase todos eles.

O consumo de fibras ficou abaixo do recomendado para 68% dos brasileiros. Já no caso de açúcares e gorduras saturadas, o consumo é em excesso, respectivamente, entre 61% e 82% da população.

A má alimentação do brasileiro se reflete também na baixa ingestão de algumas vitaminas, abaixo dos níveis recomendados. Praticamente todos os brasileiros consomem menos vitaminas D e E do que o recomendado, pois a proporção de inadequação neste caso é superior a 98% independente da idade ou sexo.

A falta de vitamina A também é um problema, pois a proporção de inadequação deste nutriente varia entre 63% entre meninas de 10 a 13 anos a 82% entre homens de 14 a 18.

PEIXE É MAIS CONSUMIDO NO NORTE; CARNE DE BOI NO CENTRO-OESTE
A comparação por região permite também identificar diferentes hábitos alimentares. Ninguém supera os nortistas, por exemplo, no consumo de peixe, farinha e açaí.

No Sul, o destaque é o chá. No Centro-Oeste, brasileiros reportaram o maior consumo de carne bovina.

No Sudeste, a batata-inglesa é mais presente no cardápio do que em qualquer outra região.

Por fim, nordestinos apresentaram o maior consumo de milho entre todos os pesquisados.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário