20 de julho de 2011

COM AQUIESCÊNCIA DO RESPONSÁVEL, ESTAMOS REPRODUZINDO ORIGINALMENTE A CONVERSA ENTRE O BLOGUEIRO CARLINHOS ALBUQUERQUE E O JOVEM ANTONIO JOSÉ AQUI NO BLOG MASSAPÊ INDO E VOLTANDO


Foto Blog Massapê Indo e Voltando
Em contato mantido com o blog, o jovem Antônio José Albuquerque, filho do Deputado Zezinho Albuquerque, conversou sobre as últimas articulações políticas envolvendo a “oposição” e a “situação”  e fez uma análise de conjuntura sobre eleições em Massapê. Como não se tratou de uma entrevista formal, o blogueiro utilizou o mecanismo das “aspas” para delimitar a fala do entrevistado. Vejamos.
Indagado, inicialmente, sobre o anúncio do Diretório Municipal do PT de apoiar a candidatura de Jacques Albuquerque, Antônio José afirmou que “vejo com naturalidade as articulações partidárias, todavia, assim como Deputado Zezinho Albuquerque,meu pai, entendo que a discussão sobre pré-candidaturas a cargos majoritários terá seu momento oportuno, até porque antecipá-la não irá contribuir para a construção de uma unidade no bloco da oposição. Por outro lado, defendo que no momento o que de melhor se pode fazer por Massapê é unir todas as forças e continuar reivindicando do Governo do Estado obras e melhoramentos para a cidade. E isso exige trabalho e dedicação. Qualquer antecipação no processo eleitoral cria um estado de beligerância, o que de fato termina por prejudicar uma agenda positiva para o município.”
Ainda provocando sua opinião sobre o anúncio do PT de manifestar apoio  a pré- candidatura de Jacques Albuquerque, Antônio José assim se pronunciou: “ Olhem! uma coisa posso afirmar: Não apostem na divisão no bloco de oposição de Massapê. Tenho certeza que um grande arco de alianças, representando as maiores agremiações partidárias do município, se ajuntarão por um projeto político que atenda as reais necessidades da população e seja marco de um programa de governo que irá alavancar nosso município. Pensando assim aposto muito na unidade e no bom senso daqueles que comporão essa grande cruzada. Vejo, portanto, com a maior naturalidade as articulações em torno de pré-candidatos. Respeito profundamente o PT de Massapê por sua história de luta, de coerência e de defesa da democracia. E não é menor o meu respeito e admiração pelo meu padrinho Jacques Albuquerque a quem considero e reconheço como uma das maiores lideranças políticas da história de Massapê.”
Sobre os desafios que aquele que irá sentar na cadeira de Prefeito de Massapê em 2013, terá pela frente Antônio José afirmou: “Aquele que terá a  honra de comandar o destino político de nossa cidade, a partir de 2013, terá como primeiro desafio construir, ouvindo a população e todas os segmentos sociais, um Programa de Governo alicerçado em projetos estruturantes que torne Massapê uma cidade atrativa para investimentos empresariais e industriais. Isso faz gerar emprego que é aquilo que nós precisamos com urgência. Por outro lado, vejo nossa juventude com muita preocupação (ociosidade, drogas etc). Acho que o próximo prefeito terá que colocar esse problema como prioridade. Precisamos fortalecer programas sociais, atividades culturais, lazer, além de profissionalizar nossos jovens, como forma de proporcioná-los uma oportunidade de emprego e uma vida saudável longe das drogas. Entendo que para isto precisamos investir em Educação. É o meio mais eficaz para superação dos graves problemas que afligem nossa comunidade. E o que é mais importante: Governar para todos os massapeenses, sem revanches e sem a politicagem. Para isto, entendo como fundamental escutar as pessoas e fazer uma administração participativa. Afinal, o interesse que deve dirigir as ações do homem público é aquele que melhor atenda aos anseios da população.”
Perguntado sobre  qual deve ser os próximos passos do grupo de oposição, na construção desse projeto, Antônio José acrescentou: “ Como havia dito antes, a oposição terá que construir uma unidade. Não vejo maiores dificuldades para isso, uma vez que os objetivos são os mesmos. Segundo: é preciso respeitar a candidatura do bloco da situação, independentemente do nome indicado. Respeitar sem temer, até porque quem quer ganhar uma eleição não deve estar preocupado com quem será o candidato opositor. Entendo, por outro lado, que a atual conjuntura política de Massapê está bastante favorável a uma vitória da oposição. Sinto, andando  nas ruas de Massapê, a ansiedade da população por mudanças. Isso é salutar, até porque  uma das finalidades da democracia é a alternância de poder. Com certeza, na hora certa, sentaremos com os partidos de oposição  e ampliaremos esse debate. Daí sairá uma candidatura fortalecida e legitimada, com a mais absoluta condição de ser exitosa."
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário