Sexta, 18 de Agosto 2017: Aqui estão as principais notícias para você começar o dia bem-informado

30 de agosto de 2010

VEM AÍ MAIS UMA PESQUISA DO IBOPE PARA PRESIDENTE DA REPÚBLICA

No dia 28 de agosto, anteontem, o Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística-IBOPE registrou no Tribunal Superior Eleitoral-TSE pesquisa sobre avaliação do governo Lula e sucessão presidencial.


A pesquisa foi contratada pela TV Globo e pelo jornal O Estado de São Paulo. Já estão sendo ouvidos em vários municípios brasileiros cerca de 3.010 eleitores entre os dias 28/08 e 03/09.


De acordo com a legislação eleitoral vigente, os resultados poderão ser divulgados a partir de quarta-feira (01/09).


Entretanto, considerando o período da coleta dos dados, o mais provável é que sua publicação aconteça a partir de sexta (03/09).

Segundo alguns especialistas e cientístas políticos, a vantagem de Dilma Rousseff(PT) sobre o seu oponente José Serra(PSDB) deverá ser ampliada.

QUANDO A COISA NÃO DÁ CERTO, BATE O DESESPERO!

A campanha eleitoral para Presidente da República está pegando fogo nos bastidores. A grande maioria da mídia brasileira, as que estão a serviço do candidato do PSDB à Presidência, José Serra, não divulgam que militantes do partido, vendo a possibilidade real de Dilma Rousseff, candidata do PT à Presidência, decidir a eleição logo no primeiro turno, os integrantes da equipe de José Serra passaram esses últimos dias tentando juntar os cacos de uma campanha que, até agora, se mostrou desastrosa e conturbada . As reuniões, ao longo da semana, em vez de pacificarem o já preocupado ninho tucano, contribuíram para fraquejar o ambiente ainda mais.

Olha o que uma revista fala sobre o assunto: Segundo apurou a Revista ISTOÉ, os encontros foram regados a críticas internas, discussões acaloradas e até ameaças de importantes caciques do PSDB de abandonar José Serra à própria sorte, caso suas exigências não fossem cumpridas. “Precisamos abrir mais a campanha. Do jeito que está não dá mais”, desabafou o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso em conversa com um importante dirigente do PSDB. Emparedado pelos aliados, que cobraram uma participação mais efetiva na campanha e mudanças no programa de tevê no horário eleitoral gratuito, Serra teve de ceder. Mas cobrou a liberação de recursos e o aumento da produção de material de campanha para ser remetido aos Estados. “Os protestos incomodaram muito o Serra, mas a situação é tão crítica que ele não teve outra alternativa senão acatar as reivindicações”, disse um dirigente tucano.

Os novos passos foram definidos em conversas, que, dessa vez, contaram com a presença do ex-governador de Minas Gerais Aécio Neves e de FHC. O político mineiro teve um encontro com Sérgio Guerra, presidente nacional do PSDB, num café nos Jardins, zona sul de São Paulo. Já Fernando Henrique preferiu as articulações pelo telefone. “Apareço da maneira como acho que um ex-presidente deve aparecer, dando ideias, discutindo, mas não sou militante”, esclareceu.

Os dois não eram consultados desde o processo de escolha de Índio da Costa (DEM) como vice na chapa tucana. O problema é que, antes mesmo de Aécio e FHC entrarem em campo, os tucanos mais afoitos já haviam colocado em curso, no início da semana, estratégias dignas de uma campanha totalmente sem rumo, acertadas durante encontro, na noite do domingo 22, no Hotel Hyatt, em São Paulo. Ficou decidido, por exemplo, que o PSDB iria aumentar o tom dos ataques ao PT, mas sem bater em Lula.

Em campanha pelo interior, porém, um candidato a deputado federal pelo PSDB chegou a chamar Lula de embusteiro. Pelo DEM, coube ao vice Índio ser, mais uma vez, o porta-voz dos bombardeios. “Ela (Dilma) diz que lutou contra a ditadura. O que ela está oferecendo para o Brasil é uma nova ditadura”, atirou Índio. No programa eleitoral, o PSDB associou Dilma ao ex-ministro José Dirceu. E fez troça da estreita ligação da candidata do PT com o presidente Lula. “Do jeito que ela anda pendurada em Lula, se ele se afastar, ela cai”, disse o locutor do programa.

25 de agosto de 2010

O QUE DIZ O PRESIDENTE DO INSTITUTO VOX POPULI, MARCOS COIMBRA, SOBRE PESQUISAS

Pesquisas nas quais não se pode confiar são um problema. Elas atrapalham o raciocínio. É melhor não ter pesquisa nenhuma que tê-las.

Ao contrário de elucidar e ajudar a tomada de decisões, confundem. Quem se baseia nelas, embora ache que faz a coisa certa, costuma meter os pés pelas mãos.

Isso acontece em todas as áreas em que são usadas. Nos estudos de mercado, dá para imaginar o prejuízo que causam? Se uma empresa se baseia em uma pesquisa discutível na hora de fazer um investimento, o custo em que incorre?

Na aplicação das pesquisas na política, temos o mesmo. Ainda mais nas eleições, onde o tempo corre depressa. Não dá para reparar os erros a que elas conduzem.

Pense-se o que seria a formulação de uma estratégia de campanha baseada em pesquisas de qualidade duvidosa. Por mais competente que fosse o candidato, por melhores que fossem suas propostas, uma candidatura mal posicionada não iria a lugar nenhum.

Com a comunicação é igual. Boas pesquisas são um insumo para a definição de linhas de comunicação que aumentam a percepção dos pontos fortes de uma candidatura e que explicam suas deficiências. As incertas podem fazer que um bom candidato se torne um perdedor.

E na imprensa? Nela, talvez mais que em qualquer outra área, essas pesquisas são danosas. Ao endossá-las, os veículos ficam em posição delicada.

Neste fim de semana, a Folha de São Paulo divulgou a pesquisa mais recente do Datafolha. Os problemas começaram na manchete, que se utilizava de uma expressão que os bons jornais aposentaram faz tempo: “Dilma dispara...”. “Dispara..”, “afunda...” são exemplos do que não se deve dizer na publicação de pesquisas. São expressões antigas, sensacionalistas.

Compreende-se, no entanto, a dificuldade do responsável pela primeira página. O que dizer de um resultado como aquele, senão que mostraria uma “disparada”?

Como explicar que Dilma tivesse crescido 18 pontos em 27 dias, saindo de uma desvantagem para Serra de um ponto, em 23 de julho, para 17 pontos de frente, em 20 de agosto? Que ganhasse 24 milhões de eleitores no período, à taxa de quase um milhão ao dia? Que crescesse 9 pontos em uma semana, entre 12 e 20 de agosto, apenas nela conquistando 12,5 milhões de novos eleitores?

O jornal explicou a “disparada” com uma hipótese fantasiosa: Dilma cresceu esses 9 pontos pelo “efeito televisão”. Três dias de propaganda eleitoral (nos quais a campanha Dilma teve dois programas e cinco inserções de 30 segundos em horário nobre), nunca teriam esse impacto, por tudo que conhecemos da história política brasileira.

Aliás, a própria pesquisa mostrou que Dilma tem mais potencial de crescimento entre quem não vê a propaganda eleitoral. Ou seja: a explicação fornecida pelo jornal não explica a “disparada” e ele não sabe a que atribuí-la. Usou a palavra preparando uma saída honrosa para o instituto, absolvendo-o com ela: foi tudo uma “disparada”.

É impossível explicar a “disparada” pela simples razão de que ela não aconteceu. Dilma só deu saltos espetaculares para quem não tinha conseguido perceber que sua candidatura já havia crescido. Ela já estava bem na frente antes de começar a televisão.

Mas as pesquisas problemáticas não são danosas apenas por que ensejam explicações inverossímeis. O pior é que elas podem ajudar a cristalizar preconceitos e estereótipos sobre o país que somos e o eleitorado que temos.

Ao afirmar que houve uma “disparada”, a pesquisa sugere uma volubilidade dos eleitores que só existe para quem acha que 12,5 milhões de pessoas decidiram votar em Dilma de supetão, ao vê-la alguns minutos na televisão. Que não acredita que elas chegaram a essa opção depois de um raciocínio adulto, do qual se pode discordar, mas que se deve respeitar. Que supõe que elas não sabiam o que fazer até aqueles dias e foram tocadas por uma varinha de condão.

Pesquisas controversas são inconvenientes até por isso: ao procurar legitimá-las, a emenda fica pior que o soneto. Mais fácil é admitir que fossem apenas ruins.

19 de agosto de 2010

LISTA DE DEPUTADOS ESTADUAIS ELEITOS EM 2006: VOCÊ LEMBRA DOS VOTOS DE SEU PARLAMENTAR?

Estamos a quarenta e cinco dias para o embate das eleições/2010 e, como se sabe, são poucos os eleitores que lembram da quantidade de votos de seus deputados no último pleito.

Assim sendo, o blog Massapê ‘Indo e Voltando’ em consonância com o site do TSE fez uma pesquisa referente colocação, partido e quantidade de votos para Deputado Estadual das eleições/2006 no Ceará.

A lista, que se segue, servirá de uma base para comentários e até apostas de eleitores sobre o que poderá acontecer ou não nessas eleições.

Se o deputado ao qual você se refere não estiver nesta relação, é por que ele é suplente e por força de circunstâncias ou do destino, entrou na vaga de um desses relacionados, como é o caso do Luiz Pontes de Massapê.
Confira a lista dos deputados eleitos por ordem de colocação
1º.Marcos Cals (PSDB) - 104.350 votos;
2º.Ivo Gomes (PSB) - 73.096 votos;
3º.Domingos Filho (PMDB) - 65.730 votos;
4º.Bruno (PT) - 61.996 votos;
5º.Moésio Loiola (PSDB) - 60.012 votos;
6º.Mauro Filho (PSB) - 58.684 votos;
7º.Dr Sarto (PSB) - 58.013 votos;
8º.Lívia Arruda (PMDB) - 58.006 votos;
9º.Welington Landim (PSB) - 57.961 votos;
10º.Zezinho Albuquerque (PSB) - 55.706 votos; (CIDADE: MASSAPÊ)
11º.José Ilo (PSDB) - 49.876 votos;
12º.Lucilvio Girão (PMDB) - 49.225 votos;
13º.Gony Arruda (PSDB) - 49.214 votos;
14º.Cirilo Pimenta (PSDB) - 48.744 votos;
15º.Sergio Aguiar (PSB) - 47.607 votos;
16º.João Jaime (PSDB) - 46.711 votos;
17º.Carlomano (PMDB) - 46.366 votos;
18º.Antonio Granja (PSB) - 46.259 votos;
19º.Nelson Martins (PT) - 46.103 votos;
20º.Dr. Hugo (PSDB) - 44.937 votos;
21º.Osmar Baquit (PSDB) - 44.818 votos;
22º.Heitor Ferrer (PDT) - 43.998 votos;
23º.Julio Cesar (PSDB) - 43.657 votos;
24º.Edson Silva (PFL) - 43.464 votos;
25º.Rogério Aguiar (PSDB) - 43.082; (CIDADE: MARCO)
26º.Rachel Marques (PT) - 42.887 votos;
27º.Tomás Filho (PSDB) - 42.264 votos;
28º.Adahil Barreto (PSDB) - 41.920 votos;
29º.Nenem Coelho (PSDB) - 41.824 votos;
30º.Ronaldo Martins (PMDB) - 41.466 votos;
31º.Sineval Roque (PSB) - 41.111 votos;
32º.Neto Nunes (PMDB) - 41.055 votos;
33º.Professor Teodoro (PSDB) - 40.791 votos;
34º.Teo Menezes (PSDB) - 40.371 votos;
35º.Sávio Pontes (PMDB) - 39.512 votos;
36º.Ferreira Aragão (PDT) - 37.558 votos;
37º.Hermínio Resende (PSL) - 34.815 votos;
38º.Perboyre (PSL) - 34.565 votos;
39º.Ely Aguiar (PSDC) - 27.864 votos;
40º.Caminha (PHS) - 26.536 votos;
41º.João Ananias (PC do B) - 24.703 votos;
42º.Edísio Pacheco (PV) - 23.739 votos;
43º.Dr. Washington (PAN) - 21.860 votos;
44º.Roberto Claudio (PHS) - 21.283 votos;
45º.Augustinho Moreira (PV) - 21.083 votos;
46º.Gomes Farias (PSDC) - 20.483 votos.

JUÍZA ELEITORAL DECRETA PORTARIA E PROÍBE PROPAGANDA NO CENTRO DE MASSAPÊ

A Doutora Maria Vera Lúcia de Souza Saleri, juíza eleitoral da 45ª Zona Eleitoral, compreendendo os Municípios de Massapê e Senador Sá, proíbe a difusão de mensagens eleitorais com uso de alto-falantes ou amplificadores de som no centro da cidade.

Conforme determinação, o perímetro que abrange às Ruas Sigefredo Arruda, Coronel Manoel Dias, Amadeu Albuquerque e Travessa José Amâncio está estritamente proibido tráfego de veículos ligados a partidos políticos e coligações.

O artigo 39 da Lei Eleitoral nº 9.504/97 impede a propaganda mediante alto-falantes à uma distância inferior a (200) duzentos metros das sedes dos Poderes Executivo e Legislativo, das sedes dos órgãos judiciais, dos quartéis e de outros estabelecimentos militares, dos hospitais e das casas de saúde, das escolas e igrejas quando em funcionamento.

A portaria Nº 04/2010, datada em 18 de agosto, delimita, ainda, que os veículos estejam regulados com capacidade sonora de (70) decibéis, valor considerado pela Organização Mundial de Saúde-OMS como tolerável, segundo Rosane Jane Magrini – “Poluíção Sonora e Lei do Silêncio”) durante o dia e sessenta (60) durante à noite.

“Dura lex, sed lex”, é uma expressão em latim cujo significado em português é "a lei é dura, mas é a lei". A expresão latina se refere à necesidade de se obedecer.Todos, indistintamente, devem respeitá-la.

Para quem não sabe, ainda hoje rolam vários processos no fórum de Massapê em detrimento a inobediência à Lei Eleitoral, causada por pessoas ligadas direta ou indiretamente a partidos políticos, até prisões aconteceram.

17 de agosto de 2010

LADRÕES FAZEM UM ARRASTÃO DENTRO DO MERCADO PÚBLICO DE MASSAPÊ

Na noite de ontem para hoje, onze áreas comerciais do mercado público Rubens Paulino Mendes de Massapê foram arrombadas sem que os guardas municipais tomassem conhecimento.

Os ladrões não entraram pelos dois portões principais e sim pelo poste de energia que dá acesso ao mercado no centro da cidade.

Os meliantes, além de fazerem todo o tipo de bagunça, subtraíram do interior do mercado vários produtos (doces, cigarros, frangos congelados, refrigerantes, Dvd’s, bombons), além de quantias de dinheiro não especificadas.

De acordo com a comerciante Lucilene Mendes, ao chegar logo cedo da manhã de hoje (17), constatou que algo estranho tinha acontecido, ao perceber que o portão do seu ponto comercial estava levantado pela metade. A comerciante informou, ainda, que um dos cadeados arrombados, foi encontrado a cerca de três metros de distância do portão de seu estabelecimento.

“Tomei um susto grande e pensei que eles estivessem, ainda, dentro do mercado, uma vez que os dois portões principais não estavam arrombados. Faz vergonha em Massapê, parece não ter guarda-noturno vigiando a cidade”, destacou.

Em conversa com o senhor Antônio Sandoval Lira que teve, também, sua área comercial arrombada, falou ao blog o seguinte: “Estamos precisando de mais seguranças e guardas municipais. Quase todo dia temos roubos em Massapê, e não é a primeira vez que acontece assalto aqui no mercado. Levaram meu dinheiro e pacotes de cigarro”, lamentou o comerciante.

"Estamos precisando de mais segurança e posição firme por parte das autoridades principalmente na região do centro comercial da cidade onde os comércios são mais visados", destacaram os proprietários de áreas localizadas no mercado público.

Vale ressaltar que em postagens anteriores, fizemos um alerta para as nossas autoridades com o descaso da segurança reinante pelos quatro cantos da cidade.

Espera-se que medidas urgentes sejam adotadas e que os cidadãos de bem não tenham seus direitos roubados por quem quer que seja.

13 de agosto de 2010

CID GOMES: GRATIDÃO E COMPROMISSO DE MAIS OBRAS EM MASSAPÊ


Todos os discursos que se seguem foram gravados pelo Blog 'Massapê Indo e Voltando'. Por questão de tempo, espaço e clareza, só agora estão discorridos sucintamente.
A coligação “Por um Ceará Melhor pra Todos”, formada pelo candidato à reeleição Cid Gomes(PSB), seu vice Domingos Filho, os candidatos ao Senado, Eunício Oliveira e José Pimentel, que completam a chapa majoritária, o Dep. Estadual José Albuquerque, Ivo Gomes, Pe. Zé, o ex-prefeito de Massapê Jacques Albuquerque, a 1ª Dama do Estado Maria Célia, prefeito de Meruoca Fonteles, ex-prefeito João Coutinho e ainda vereadores Dr. Estevão, Paulinho do Frigorífico, Ataíde, Marcos Apoliano, Odete Apoliano entre outras autoridades, estiveram em Massapê para realização de um mini comício.

Em seu discurso, Cid Gomes primeiramente agradeceu a presença da população e lideranças políticas, destacando principalmente o apoio dos irmãos Jacques e Zezinho, parceiros de todas às horas.

Segundo Cid, não podia jamais deixar de agradecê-los e, também, a população de Massapê que foi muita generosa e lhe concedeu em 2006, uma grande maioria. "Estar com vocês é também a minha maior motivação para cumprir minha obrigação como gestor público. Quero trabalhar mais e permitir uma vida mais digna para o povo massapeense", fortaleceu o candidato.

Pediu voto para todos seus candidatos e solicitou que a população massapeense não deixasse de votar em Zezinho Albuquerque e ainda, o apoio para a deputada federal de Jacques e o federal do irmão do ex-prefeito de Massapê.

Na praça da Matriz, Cid fez destaque do Programa de Regularização Fundiária que está beneficiando os pequenos agricultores do Ceará com titulação de terra. “Com esse Programa, o pequeno agricultor vai conseguir crédito para investir na sua produção e garantir sua aposentadoria apenas com o título da terra, sem enfrentar a burocracia de antes”, garantiu Cid.

O candidato ressaltou sobre as eleições no próximo dia 3 de outubro e pediu, veemente, votos para os candidatos ao Senado, Eunício e Pimentel, pela sua coligação e a candidata à Presidência da República, Dilma Rousseff (PT). "Neste ano, o eleitor poderá votar em dois candidatos ao Senado. Os dois candidatos da nossa coligação não estão aqui por coincidência, mas por identidade de projetos que visa a melhoria de vida de todos os cearenses”, destacou Cid. “Essa mesma identidade de projeto já acontece com o nosso Presidente Lula e precisamos dar continuidade a isso, elegendo Dilma Presidente".

O deputado Zezinho Albuquerque agradeceu o governador todos os projetos e obras realizadas em Massapê e destacou a construção da estrada Massapê a Meruoca, Massapê a Ipaguassu-Mirim, a construção da nova delegacia de polícia e à escola profissional em processo de construção.

“Sei que meu amigo, o governador já fez muito e fará muito mais por Massapê! Mais quero pedir a você, a construção da estrada Massapê a Moraújo passando por Pe. Linhares. É um sonho de muitos anos dos moradores destas localidades. Nesse momento, o dep. foi intercalado e o governador disse "o pedido do Zezim é uma ordem. Vou sim, com certeza, construir essa estrada o mais breve possível". Os populares foram ao delírio.

Jacques Albuquerque agradeceu a Deus pela presença de todos e pediu votos para a coligação “Por um Ceará Melhor pra Todos”. "O que passou, passou. Quero pedir os massapeenses que votem no Dr. Cid para governador, Pimentel e Eunício para o Senado, Dilma para Presidente e para deputado estadual José Albuquerque". Enfatizou o seu apoio total a Gorete Pereira, pedindo votos aos cabeças-de-fita. “Tenho uma candidata que me ajudou muito na eleição para prefeito e peço com muita humildade o apoio de todos vocês, votando nela”.

Em seu discurso, Eunício destacou o programa do governo Cid Gomes em algumas áreas. “Na educação, o governo já fez 153 escolas de ensino e profissionalizantes. Cid pode ser chamado o governador da educação. “Nenhum governador investiu tanto nessa área como ele”, destacou o candidato ao Senado.

Já o candidato ao Senado Pimentel enalteceu o governador, agradecendo-lhe pela a construção da nova estrada Meruoca a Massapê. “ Essa era uma reivindicação histórica da população. Assim está acontecendo em todo o estado do Ceará. Três mil quilômetros de rodovias estão sendo construídas ou reformadas para garantir a segurança de quem trafegas pelas mesmas. Pimentel destacou, ainda, aos dois maiores líderes políticos de Massapê: Jacques e Zezim. O Deputado José Albuquerque é um esteio para a administração Cid Gomes e pede muito para Massapê”, concluiu.

O candidato a Vice-Governador Domingos Filho, iniciou seu discurso destacando sua gratidão e lealdade ao ex-prefeito de Massapê Jacques Albuquerque. “Quero saudar esse grande amigo Jacques, que no ano de 1989 mesmo sem ser conhecido no meio político, ele me chamou para fazer parte de sua administração, contratando-me para exercer serviços advocatícios na Prefeitura de Massapê. Esse homem é fantástico e tem um coração do tamanho da população de Massapê, Esse cara é um grande líder político da história deste Município. Obrigado Jacques, hoje devo muito a você”, finalisou.

11 de agosto de 2010

CIRO GOMES TÁ PASSANDO O RODO

Uma reunião ocorrida na tarde desta terça-feira,10, no hotel Verde Vale em Juazeiro do Norte entre o deputado federal Ciro Gomes e prefeitos do PSDB acertou uma adesão em massa de tucanos ao governador Cid Gomes. A festa deverá ocorrer no final de semana em uma cidade do Cariri, administrada pelo PSDB, que ainda está sendo definida pelo coordenador geral da campanha Ciro Gomes.

A previsão inicial é que em todo o Ceará pelo menos 25 prefeitos do PSDB vão aderir ao palanque de Cid Gomes e romper com o candidato tucano Marcos Cals.

Essa arrancada para esvaziar a candidatura de Marcos Cals acontece num momento estratégico. O governador Cid Gomes quer resolver a sua reeleição no primeiro turno. Assim, ao trazer para seu lado o apoio de 25 prefeitos tucanos barra qualquer crescimento de Marcos Cals, e esfria o ímpeto do senador Tasso Jereissati.

Se o senador Tasso Jereissati reagir de modo desproporcional, o governador Cid Gomes estará pronto para dar o troco. Os prefeitos do PSDB romperiam também com Tasso e adeririam aos dois senadores aliados a Cid, Eunício Oliveira e José Pimentel. A esperança dos irmãos Cid e Ciro Gomes é que a reação de Tasso exista mas seja política, pois ambos não querem acirrar os ânimos com o senador tucano.
Fonte: Donizete Arruda

10 de agosto de 2010

DEPUTADO ZEZINHO ALBUQUERQUE ANUNCIA VINDA DE CID A MASSAPÊ

O candidato à reeleição, Cid Gomes (PSB) estará nesta quinta (12) visitando a cidade de Massapê, na zona norte do Ceará, onde participará de uma caminhada política pelas ruas centrais da cidade, a partir das 18:00h.

O comunicado foi feito ontem à noite, pelo Deputado Estadual Zezinho Albuquerque, que realizou um encontro com amigos, correligionários, militantes e simpatizantes de seu partido.

O parlamentar cearense e filho de Massapê, além de 1º secretário da Assembleia Legislativa, é vice-presidente da sigla partidária, cuja função foi abonada sob as bençãos do Deputado Federal Ciro e do atual governador Cid Gomes.

Não estive presente ao evento, mas alguns amigos nossos e leitores do blog 'Massapê Indo e Voltando, nos informaram alguns tópicos da reunião realizada na Fazenda Paraná, de propriedade do amigo e comerciante Expedito Frota Filho.

9 de agosto de 2010

OS POLÍTICOS DE MASSAPÊ CONTINUAM COMETENDO OS MESMOS ERROS E OS ELEITORES OS MESMOS VÍCIOS

A cada eleição o povo massapeense desacredita mais e mais nos políticos. A desilusão é constante. Basta escutar um pouco, qualquer pessoa da sede ou do distrito, seja de qualquer classe. Os eleitores não creem nos seus líderes partidários, candidatos, assessores ou coordenadores de políticos, em virtude de diversos fatores que levam ao desinteresse eleitoral: falta de atenção, falta de compreensão, desprezo, abandono e principalmente pelas promessas não cumpridas.

Por não acreditarem no que os políticos dizem nas campanhas, cresce o número de pessoas ansiosas por vender o voto, e não pense que isto é privilégio do miserável, do pobre de periferia que não ganha, sequer, um salário mínimo para sobreviver; a considerada elite e a classe média massapeense têm ainda menos escrúpulos e a única diferença é o preço de venda: é a mais cara. O filme já foi visto na campanha de 2008, imagine agora!

Tem gente que a cada pleito troca de deputado, como se troca de roupa. Qualquer pessoa que tem uma “referência” ou “força” política quer apresentar um deputado diferente, contrariando sua ideologia política partidária. Poucos são os que têm ideologia em Massapê, poucos são aqueles que têm respeito por si próprio.

A chamada elite massapeense, repito, é a mais cara. Alguns políticos gostam de ser enganados. Preferem os oponentes, aqueles que sugam até a última gota, e esquecem os amigos fiéis e leais de tantas caminhadas! É por isso que estes pagam um preço caro.

Lamentavelmente, o que se vê é a desfaçatez! Alguns revelando o seu caráter insidioso, bajulando para angariar algo para seu grupinho ou para sua família. Deste sofisma, a maioria do eleitorado está cansada.


É por isso que o voto do eleitor massapeense sai caro. Alguns políticos fascistas fazem com que os eleitores os corrompam e se tornem corruptos vendendo seus votos com menos peso na consciência.

A maioria do eleitor de Massapê pensa assim: se alguns políticos são safados e enganadores, eu pelo menos quero uma vantagem também. Depois da eleição eles vão nos trair mesmo, então preciso tirar alguma coisa antes de proveito também.

Demagogos já se têm de mais. É claro, não são todos! Têm políticos que são honestos e que cumprem fielmente o que um bom político deve fazer.

6 de agosto de 2010

INDEFINIÇÃO: PSDB DE MASSAPÊ AINDA NÃO APRESENTOU SEUS CANDIDATOS

Até a presente data, aliados partidários do PSDB de Massapê esperam uma definição de seus líderes políticos quanto aos nomes que o partido deverá votar nas eleições de outubro.

Em meio à grande indefinição, alguns nomes são cogitados. Uma ala do PSDB afirma que o partido deverá votar em Rogério Aguiar para deputado estadual e Raimundo Gomes de Matos para federal. Outros dizem que o partido ainda não têm nomes certos: nem para estadual e nem para federal.

Não bastasse isso, surgiram rumores de que alguns vereadores do partido não estão rezando na mesma cartilha. Há um cenário extremo de divergência e há hipótese de que alguém siga um outro caminho, ou seja, votar em candidatos diferentes, contrapondo-se a indicação partidária.

Um parente próximo de um vereador, sob a condição do anonimato, disse que dificilmente seu afim deva continuar votando em todos os candidatos indicados pelo dep. Luiz Pontes.

Por outro lado, o filho de um ex-verador e com prestígio político dentro do partido, disse numa roda de amigos - eu presenciei - que o seu pai vota nos candidatos indicados pelo partido, porém, segundo ele, o provável candidato a deputado estadual, Rogério Aguiar, vem priorizando setores do partido e esquecendo outras com bastantes influências.

"Somos totalmente contra. Se o partido for votar nesse candidato, ele tem que tratar todos por igual e não setorizar uma parte e esquecer a outra".

Enquanto persiste tal incógnita quanto aos nomes do PSDB local, a oposição, partindo de Jacques Albuquerque, já botou o seu bloco na rua. Os nomes de seus candidatos estão expostos em muros tanto na sede como nos distritos.

Dois carros de som já fazem a propaganda de Cid Gomes, Dilma, Pimentel e Eunício. Uma outra informação nos chega agora: a qualquer momento estará chegando a Massapê, mais carros de som para incrementar mais ainda a campanha dos que fazem a oposição da cidade.

Encerrando esta matéria, acabo de receber uma ligação de um amigo e aliado do PSDB dando conta que, hoje, o partido através de sua liderança maior, vai reunir a cupla partidária em uma fazenda aqui perto da cidade, e definir os nomes postulantes aos cargos de deputado
estadual e federal.
Postagens mais recentes Postagens mais antigas Página inicial